Polícia Militar Ambiental troca comando da companhia de Bonito e do Grupamento de Bela Vista

abr 21, 2022 | Bela vista

Foi realizada a troca de Comando das Subunidades da Polícia Militar Ambiental de Bonito e Bela Vista ontem (20), com participação do Comandante Geral da Polícia Militar, o Coronel QOPM Marcos Paulo Gimenez e o Comandante do Batalhão de Polícia Militar Ambiental, o Tenente Coronel José Carlos Rodrigues, além de diversas autoridades locais e da Capital. A solenidade de passagem dos comandos das duas subunidades aconteceu na Câmara Municipal de Bonito.

Da 4ª Companhia da Policia Militar Ambiental de Bonito assumiu o Comando, o Capitão Basílio Cesar da Silva, que tem graduação e Pós-Graduação em Direito e vários cursos na área de segurança Pública, que comandou diversas subunidades da Polícia Militar. Deixou o Comando, o Major Evandro Pereira Freire Ferraz, que ficou no Comando desde o mês de outubro de 2020, que foi promovido no mês de novembro de 2021 ao posto de Major e assumiu o Comando da Companhia da Polícia Militar também em Bonito.

A exemplo do Major Ferraz, o Capitão Basílio é um profissional extremamente dedicado, estudioso das questões da segurança pública e do direito, incluindo as normas ambientais e extremamente respeitado entre seus pares. O Comando da PMA reforça a confiança no Oficial e sabe que ele desenvolverá um ótimo trabalho em defesa do ambiente e da população da região, como foi desenvolvido pelo Major Ferraz, que recebeu elogio e agradecimento do Comandante pelo ótimo serviço à frente da PMA de Bonito.

TROCA DE COMANDO EM BELA VISTA

Assumiu o 1º Sargento Sílvio de Souza

Também ontem (20) houve a troca do Comando da Subunidade do Batalhão de Polícia Militar Ambiental de Bela Vista. Deixou o Comando o Subtenente PM Gilberto Dias Pereira, que comandava a Subunidade desde o mês de julho de 2020 e assumiu o 1º Sargento Sílvio de Souza, que já servia na Subunidade da PMA em Bela Vista desde o ano de 2013.

Depois de elogio ao Subtenente Pereira pelos relevantes serviços prestados ao Batalhão de Polícia Militar Ambiental, o Comandante da Polícia Militar Ambiental Tenente Coronel José Carlos Rodrigues desejou boa sorte ao novo Comandante e reforçou a confiança na continuidade do seu ótimo trabalho comprovadamente prestado nesses anos na Subunidade.

CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DA REGIÃO DE COBERTURA DE FISCALIZAÇÃO PELAS DUAS SUBUNIDADES

SUBUNIDADE DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL DE BONITO-MS.

Bonito assumiu o Comando, o Capitão Basílio Cesar da Silva

A Subunidade da Polícia Militar Ambiental de Bonito é responsável pela fiscalização de um dos locais turísticos mais importantes do Brasil e procurado por turistas do mundo inteiro. A base da economia municipal é o turismo cênico e de utilização de recursos hídricos para lazer, como: mergulho, rafting, balneários para lazer, em razão das águas cristalinas. A fiscalização deve ser intensiva, pois, nos rios principais a pesca é proibida.

As matas ciliares dos rios principais foram aumentadas com base em lei municipal de 30 metros em cada margem para 150 metros, com recuperação envolvendo os proprietários rurais, ministério público e a Polícia Militar Ambiental. A fiscalização precisa ser intensiva para a verificação do cumprimento dos Termos de Ajustamentos de Condutas-TAC, que foram feitos entre o ministério público e os proprietários para a recuperação das matas ciliares, bem como, para evitar novas degradações.

Grande parte da área e do entorno do Parque Nacional da Serra da Bodoquena é fiscalizada por policiais militares ambientais de Bonito.

Município, população e área atendida pela Subunidade de Bonito –MS.

MunicípioPopulação (hab)Área (km²)
Bonito22.1904.934
Total22.1904.934
Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/ms. Acesso em: 07 de jun. 2021.SUBUNIDADE DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL DE BELA VISTA-MS.A Polícia Militar Ambiental de Bela Vista é responsável pela fiscalização de uma extensa faixa de fronteira com o Paraguai. Os principais problemas são: a pesca predatória no rio Apa, efetuada por brasileiros e mais constante por Paraguaios, os quais se utilizam de petrechos proibidos de emalhar (grandes redes de pesca) e, fazem isto, principalmente, no período noturno. Quando avistam a fiscalização abandonam os materiais e adentram em território Paraguaio, o que impede a perseguição. A estruturação da fiscalização é fundamental para o patrulhamento preventivo.A extração irregular de madeira é outro crime frequente, algumas vezes, praticada por Paraguaios que adentram a fronteira, retiram a madeira e transportam para o seu País. Também por ser uma região de concentração de madeiras nobres, muitos proprietários rurais retiram esta madeira sem autorização ambiental para comércio nas regiões urbanas. Autuações desta natureza têm sido frequentes.Existe ainda a entrada de madeira e carvão contrabandeados. Em uma operação conjunta com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente – IBAMA, há 04 anos, os policiais e os fiscais, analisando o histórico de somente uma das madeireiras de Bela Vista, localizaram 1980 m³ de “aroeira” comercializados sem nenhuma nota de entrada do produto. Calcula-se, portanto, que pode a madeira toda ter sido contrabandeada. A Subunidade enfrenta os mesmos problemas nos demais municípios atendidos, sendo todos localizados na região fronteiriça.

Municípios, população e área atendida pela Subunidade de Bela Vista-MS.
Município
População (hab)
Área (km²)
Bela Vista
24.735
4.896
Aral Moreira
12.332
1.656
Caracol
10.964
2.939
Coronel Sapucaia
15.352
1.029
Total
63.383
10.508