Pai é indiciado por obrigar a filha de 10 anos a pegar Covid em Campo Grande

Ele deve ser interrogado nos próximos diaspor Renata PortelaPublicado em 23/03/2022às 16:14

Caso é investigado pela Depca (Foto: Henrique Arakaki, Midiamax)

Foi indiciado pelo crime de perigo de contágio de moléstia grave o homem de 39 anos, acusado de contaminar a própria filha, de 10 anos, com Covid, propositalmente. O caso aconteceu em janeiro deste ano, em Campo Grande.

Segundo o delegado Marcelo Damaceno, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), o pai foi indiciado pelo crime e deve ser interrogado nos próximos dias. Então, o caso será encaminhado ao Judiciário. A mãe da criança procurou a delegacia após a menina contrair a doença

A mãe da menina contou na época ao Midiamax que a criança pediu para visitar a avó. Assim, quando soube que a filha estava na casa da avó, o pai foi até lá mesmo sabendo que estava contaminado com Covid. Ele obrigou a criança a o abraçar e beijar.

A menina, que tem imunidade baixa, usava duas máscaras de proteção, que foram arrancadas do rosto pelo homem, segundo relatado pela mãe. Ele ainda teria dito “Uma hora vão pegar mesmo, e tem de pegar”.

“Sempre cuidei muito dela porque tem baixa imunidade e qualquer infecção pode ser muito perigoso para ela”, falou a mãe da vítima. Todos na casa da menina acabaram doentes. A mulher ainda relatou que após saber que a filha estava com Covid, o homem não respondeu mais mensagens dela.Municípios:
Campo GrandeAssuntos:
Covid-19crimeDepcaProteção