Membros da OMS aprovam resolução contra a Rússia

Trata-se de uma resposta à invasão da Ucrânia

Agência Brasil| 10/05/2022- 15:00

Membros da região europeia da Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovaram uma resolução, nesta terça-feira (10), que pode resultar no fechamento do escritório regional da Rússia e na suspensão de reuniões no país, em resposta à invasão da Ucrânia.

A sessão especial da região europeia aprovou a resolução, apoiada pela Ucrânia e pela União Europeia, com 43 votos a favor, 3 contrários (Rússia, Belarus, Tajiquistão) e 2 abstenções.

Os apoiadores consideram a resolução um importante passo político para isolar Moscou e disseram que estão se esforçando para evitar qualquer grande impacto no sistema de saúde da Rússia. A resolução cita uma "emergência de saúde" na Ucrânia, referindo-se a baixas em massa, bem como riscos de doenças crônicas e infecciosas que resultaram das ações militares da Rússia.

O enviado da Rússia, Andrey Plutnitsky, se opôs à resolução e disse estar "extremamente decepcionado".

"Acreditamos que este é um grande momento de dano para o sistema de saúde global", afirmou ele na reunião de membros e autoridades de alto escalão da OMS.

Alguns criticaram a resolução da OMS, dizendo que não vai longe o suficiente. Diplomatas disseram à Reuters que abandonaram os esforços para suspender a Rússia do conselho executivo da OMS devido a questões técnicas legais, embora os membros possam tentar congelar os direitos de voto da Rússia, em uma reunião no final deste mês.