Indústria da construção civil: setor registra aumento no número de empresas e de empregos em MS

IBGE revela, ainda, que o nível salarial aumentou especificamente no setor e que os valores das incorporações aumentam em 2,2%
| 15/06/2022
- 18:00
IBGE
IBGE mostra robustez do setor de construção civil em MS. Foto: Leonardo de França
O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou, nesta quarta-feira (15), a Paic (Pesquisa Anual da Indústria da Construção Civil) relativa ao ano de 2020. As informações são fortalecedoras para o setor, cujo número de empresas aumentou 19,3%, os salários cresceram 3,6%, os empregos cresceram 10,6%, os custos caíram 4,8% e o valor das incorporações aumentou 2,2%. De acordo o IBGE, essa pesquisa é realizada desde 1990 e retrata as características estruturais do segmento empresarial da atividade da construção no País e as informações – ainda segundo o IBGE - são indispensáveis para a análise e o planejamento econômico das empresas do setor privado e dos diferentes níveis de governo. Em Mato Grosso do Sul, o setor da construção civil englobava 939 empresas ativas ao final de 2020, contra 787 empresas em 2019, consolidando um crescimento de 19,3%. Entre os Estados da região Centro-Oeste, Mato Grosso do Sul tem o menor número de empresas do setor.  apresenta 2.151 empresas, Mato Grosso 1.395 e Distrito Federal 956. No Brasil, eram 58.162 empresas da construção civil, com crescimento de 4,7% em relação a 2019 (55.565). Em relação ao número de pessoas ocupadas, Mato Grosso do Sul apresentou crescimento, de 10,6% na comparação com 2019. Em termos quantitativos, em 2019 eram 19.323 trabalhadores e em 2020 o número passou para 21.379. No ranking entre as Unidades da Federação, Mato Grosso do Sul ficou na 18ª lugar, mesma posição do ano anterior.

IBGE mostra que salários se recuperaram em 2020

Na série retratada, de 2007 a 2020, Mato Grosso do Sul apresentou aumento do quesito salário, retiradas e outras remunerações. Mato Grosso do Sul continuou mostrando recuperação na participação dos salários, sendo que em 2020, com o valor de R$ 640,5 milhões, houve um aumento de 3,6% comparado a 2019. Mato Grosso do Sul, assim, estabeleceu-se na 16ª posição no ranking entre as Unidades da Federação.

IBGE destaca queda nos custos das obras

Os custos das obras apresentaram queda de 4,8% no ano de 2020, com o valor de R$ 1,12 bilhão, contra R$ 1,18 bilhão em 2019. No ranking entre os Estados, Mato Grosso do Sul caiu uma posição em relação a 2019, saindo de 17º para o 18º lugar em 2020.

IBGE revela que incorporações aumentaram

Em Mato Grosso do Sul, a atividade da construção gerou R$ 3,3 bilhões em valor de incorporações, obras e serviços da construção em 2020. No Brasil, a indústria da construção gerou R$ 289 bilhões em valor de incorporações. Deste montante, 93,6% corresponderam ao valor de obras e serviços de construção, enquanto 6,4% foi equivalente à  bruta de incorporações de imóveis construídos por outras empresas. No ranking nacional de valor das incorporações, obras e serviços da construção, Mato Grosso do Sul caiu uma posição no ranking e agora ocupa o 19º lugar, com a participação de 1,1%. São Paulo (26,9%), Minas Gerais (12,4%) e o Paraná (7,8%) ocupam os três primeiros lugares. Por último, está o Acre, com uma participação de 0,1%.