Em cinco meses, exportação de industrializados alcança receita de US$ 1,932 bilhão no MS

O crescimento foi de 20% em relação ao mesmo período de 2021

ALESSANDRA MESSIAS

29/06/2022 16:52

A exportação de produtos industriais alcançou receita de US$ 1,932 bilhão no acumulado de 2022. O crescimento é de 20% se comparado ao mesmo período de 2021 com US$ 1,607 bilhão. No mês de maio, a exportação de industrializados atingiu US$ 484,8 milhões, um acréscimo de 23% no que se refere ao mesmo período do ano anterior, em que atingiu US$ 394,3 milhões. Nos cinco primeiros meses do ano, a indústria teve participação de 57% de toda a receita de exportação de Mato Grosso do Sul e no mês de maio obteve 65%. O coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Federação das Indústrias, Ezequiel Resende, a maior receita nos itens exportados estão no “complexo frigorífico”, “celulose e papel” e “óleos vegetais e demais produtos de sua extração”.  
"Esse foi o melhor resultado mensal já registrado em toda a série histórica no levantamento. Até o momento, os principais ramos industriais que contribuíram para esse resultado são: o segmento frigorífico, fabricação celulose e papel, processamento de soja, o extrativo mineral e o sucroenergético. Somados eles representam 94% de tudo que a indústria de Mato Grosso do Sul vendeu até aqui no ano de 2022", explicou o coordenador econômico. As vendas dos frigoríficos alcançaram em maio US$ 151,2 milhões. Nos cinco primeiros meses atingiram US$ 663,2 milhões de receita. Os itens mais comercializados foram carnes desossadas de bovino refrigeradas e congeladas, pedaços de frango e peça inteira congelada. Os países compradores foram China, Chile, Estados Unidos, Egito e Emirados Árabes. Celulose e papel exportaram US$ 633,1 milhões no acumulado dos últimos cinco meses. No mês de maio, a comercialização foi de U$ 187,7 milhões. Mato Grosso do Sul enviou pasta química de madeira para a China, Estados Unidos, Itália, Holanda e Reino Unido. O grupo de "óleos vegetais e demais produtos de sua extração" teve receita de US$ 418,4 milhões nos cinco primeiros meses de 2022. No mês de maio, o faturamento foi de R$ US$ 90,5 milhões. Foram vendidos farinhas e pellets da extração do óleo de soja, óleo de soja bruto, bagaços e resíduos sólidos da extração, e refinado. A exportação seguiu para Holanda, Índia, Indonésia, Tailândia e Venezuela.