Comércio de Campo Grande vai funcionar até às 18h durante o Carnaval

O horário de funcionamento dos shoppings será diferente; confira

IZABELA CAVALCANTI

26/02/2022 14:00

O comércio varejista de Campo Grande vai funcionar normalmente durante o Carnaval, das 8h às 18h, segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Já o funcionamento dos shoppings será da seguinte forma:

No Shopping Bosque dos Ipês, neste sábado (26), segunda (28), terça (01°) e quarta (02), o funcionamento será das 10h às 22h. No domingo (27), das 10h às 20h.

No Pátio Central Shopping, na segunda e quarta, das 08h às 20h.  

No Shopping Campo Grande, neste sábado, segunda, terça e quarta-feira, o funcionamento será das 10h às 22h. Já no domingo, a alimentação e lazer das 10h às 21h; âncoras das 11h às 20h; lojas e quiosques, das 12h às 20h.

Conforme explica o presidente da CDL-CG, Adelaido Vila, a data não é considerada feriado.

"Além de não ser feriado, a data não consta na Convenção Coletiva, sendo um dia normal de trabalho, e, inclusive, se houver falta do trabalhador, a mesma pode ser descontada do salário”.

Além disso, Vila também pediu à Agetran para que os ônibus do transporte coletivo circulem normalmente neste período.

O horário de funcionamento dos shoppings será diferente; confira
IZABELA CAVALCANTI
26/02/2022 14:00


 
 
 
 
O comércio varejista de Campo Grande vai funcionar normalmente durante o Carnaval, das 8h às 18h, segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).
Já o funcionamento dos shoppings será da seguinte forma:
No Shopping Bosque dos Ipês, neste sábado (26), segunda (28), terça (01°) e quarta (02), o funcionamento será das 10h às 22h. No domingo (27), das 10h às 20h.
No Pátio Central Shopping, na segunda e quarta, das 08h às 20h.  
No Shopping Campo Grande, neste sábado, segunda, terça e quarta-feira, o funcionamento será das 10h às 22h. Já no domingo, a alimentação e lazer das 10h às 21h; âncoras das 11h às 20h; lojas e quiosques, das 12h às 20h.
Conforme explica o presidente da CDL-CG, Adelaido Vila, a data não é considerada feriado.
"Além de não ser feriado, a data não consta na Convenção Coletiva, sendo um dia normal de trabalho, e, inclusive, se houver falta do trabalhador, a mesma pode ser descontada do salário”.
Além disso, Vila também pediu à Agetran para que os ônibus do transporte coletivo circulem normalmente neste período.