Casal viaja por MS em duas rodas com objetivo de desbravar natureza dos 79 municípios

Apaixonado por aventura, casal deseja conhecer todos os municípios de Mato Grosso do Sul

Nathália Rabelo| 15/05/2022- 15:06

Casal desbrava natureza de MS e vive aventuras extremas (Foto: Arquivo Pessoal)
Viajar é sempre muito bom. Sair da rotina, conhecer novos lugares e experimentar diversas culturas, definitivamente, entram na lista de prioridade de muitas pessoas. Para o casal Ranziel de Jesus Oliveira e Jéssica Maria Alves Lirio, de 25 e 22 anos, respectivamente, a experiência vai um pouco além. Ambos de Campo Grande, os jovens têm o objetivo de desbravar a natureza dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul sobre as duas rodas da motocicleta.
O veículo, em questão, é uma Yamaha Virago 250 e fica responsável por fazer o transporte do casal. Ao MidiaMAIS, Ranziel contou que comprou ela em 2017 e, desde então, é sua fiel companheira nos trajetos. Anos depois, uma nova protagonista entrou para essa história quando o rapaz conheceu Jéssica.
Início do relacionamento
Ranziel e Jéssica estão juntos há dois anos e seis meses. Eles se conheceram enquanto ainda trabalhavam em um shopping da Capital.
Antes mesmo da oficialização do namoro, eles começaram a viajar. Entre trilhas, cachoeiras e acampamentos no interior do Estado, a relação se fortificou por causa das aventuras radicais em meio à natureza sul-mato-grossense.
Ranziel e Jéssica conhecem cachoeiraRanziel e Jéssica na cachoeira Los Pagos, em São Gabriel do Oeste (Foto: Arquivo Pessoal)
A primeira viagem ocorreu em 2019 para Ribas do Rio Pardo. Desde então, sempre surge um novo destino na agenda do casal. Para Ranziel, as viagens foram determinantes para a evolução do relacionamento.
“O fato da gente viajar junto criou um elo muito grande. Porque, quando você viaja longas distâncias, você está à mercê de muitas coisas, principalmente de moto. Acampar é algo muito íntimo, porque você está indo para um lugar que não é a sua casa, arma uma barraca e fica com alguém. Então, isso foi cada vez mais aproximando a gente”, recorda o jornalista.
Se jogou no desconhecido
Para a acadêmica de psicologia, foi um pouco diferente e ela precisou se 'jogar no desconhecido'. À equipe de reportagem, ela afirma que já tinha o costume de viajar em regiões de natureza, mas não de moto. Acampar também foi uma nova paixão que descobriu com o namoro.
Entre natureza exuberante e aguas cristalinas casal encontra pazEntre natureza exuberante e águas cristalinas, casal encontrou paz no Distrito de Taboco (Foto: Arquivo Pessoal)
“Nós dois sozinhos no meio da natureza com certeza nos deixam mais próximos e mais íntimos. É um sentimento muito bom estar com ele nesse momento de paz que a natureza transmite. Sinto que cada viagem fortalece mais o nosso companheirismo e amor”, diz a acadêmica.
Novos destinos do casal
O casal já tem uma coleção de memórias em Mato Grosso do Sul. Desses, eles destacam as experiências vividas em Rochedo, Distrito de Taboco e Bonito. Na primeira cidade, por exemplo, Ranziel e Jéssica afirmam ter sido a viagem mais ‘raiz’ até o momento. Sem acesso a nada, eles acamparam no meio da natureza e até cozinharam em fogueira de chão.
“Lá a gente tomou banho de rio, fez fogueira, fez comida na fogueira, a gente realmente se desconectou de todo mundo ali e cada vez que a gente se desconecta do mundo, a gente fica mais próximo”. Confira como foi a viagem:
Com objetivo de conhecer os 79 municípios de Mato Grosso do Sul, eles já têm um novo destino em mente: o Pantanal. Depois que o objetivo for atingido, a ideia, então, é expandir as aventuras e ir para a Praia.
Questionados sobre o que torna a viagem mais interessante, ambos afirmam ser a presença um do outro.
“Viajar sozinho é legal, você conhece os lugares, você se curte. Mas quando você tem alguém para compartilhar, torna a experiência mais legal. Torna tudo mais divertido, até os próprios perrengues ficam mais engraçados. Vivenciar a dois é melhor”, conclui o casal.