Avião é interceptado pela FAB e piloto preso com cocaína avaliada em mais de R$ 11 milhões

Piloto contou que carregou a aeronave no Mato Grosso

Renata Portela Publicado em 20/03/2022, às 15h53

Piloto foi detido em flagrante pela PF - (Divulgação)

Na madrugada deste domingo (20), piloto de 59 anos foi preso em flagrante quando passava pela região de Campo Grande, após ser interceptado pela FAB (Força Aérea Brasileira). Ele transportava 465 quilos de cocaína na aeronave, que levaria até o interior de São Paulo.

De acordo com a Polícia Federal, a aeronave sem plano de voo foi abordada e escoltada pela FAB até o Aeroporto Internacional de Campo Grande, onde foi feito o pouso. O piloto foi detido em flagrante e, na aeronave, foram encontrados os fardos de cocaína.

Ao todo, foram apreendidos 465 quilos da droga, avaliada em mais de R$ 11 milhões. O piloto contou que buscou o avião matrícula PT-EET no aeroporto de Jacarepaguá (RJ) após ser contratado por um homem que não conhece. Ele levou o avião até Varginha (MG), para reparos.

Depois, deveria pousar em uma fazenda no Mato Grosso, onde segundo ele carregaria peças agrícolas, que depois entregaria em São João da Boa Vista (SP). Na fazenda, que o piloto alega não saber quem é o proprietário, ele foi recebido por peões que carregaram o avião e abasteceram com galões.

O piloto faz serviços particulares e contou que receberia R$ 1 mil por hora de voo. A aeronave, que está em situação regular, foi apreendida e o piloto preso em flagrante. O avião está em nome de empresários, sendo que um é proprietário de uma empresa de assessoria de investimento em criptomoedas.