Vírus H3N2 chega com força e riscos da gripe crescem sem vacinação

Este ano 2 pessoas já morreram em MS e Prophylaxis Vacinas garante a imunização contra 4 tipos de vírus influenza

Informe Publicitário

640x480-a8e8bcf6e2a29f2b80ba7b5e12c84542

Imunização é prevenção mais eficiente contra doença. (Foto: André Bittar)

No ano passado, 103 pessoas morreram por complicações da gripe em Mato Grosso do Sul, 95 só em Campo Grande. Em 2017, ainda estamos no outono e as estatísticas voltam a assustar, principalmente, pela chegada com força do vírus H3N2, mais um causador da influenza.

No Estado, em 5 meses são 309 notificações de pacientes sob suspeita de contagio pelos vírus H1N1 e H3N2. A doença já matou duas pessoas este ano, inclusive, um bebê. A criança havia tomado vacina em 2016 em Campo Grande, mas como a imunização não foi providenciada novamente este ano, ficou desprotegida. O caso reforça a necessidade de vacinação anualmente contra a gripe, por conta das variações do vírus.

Na Prophylaxis Vacinas, a imunização é garantida todos os dias e serve para qualquer pessoa a partir dos 6 meses de vida. A clínica não considera apenas grupos de risco, como ocorre na rede pública. A vacina trivalente, aplicada em 2017, protege contra os vírus H1N1, H3N2 e Influenza B e é inativada, produzida a partir de vírus mortos, portanto sem a capacidade de causar doença..

Vacina é inativada, produzida com vírus morto.Vacina é inativada, produzida com vírus morto.
Dose pode ser aplicada em qualquer idade, todos os anos.Dose pode ser aplicada em qualquer idade, todos os anos.

A orientação é para que a vacina seja aplicada o mais rápido possível, porque demora entre 10 e 15 dias para surtir efeito e o inverno chega oficialmente no dia 21 junho.

Estar vacinado não significa ficar livre da gripe, mas sim protegido de formas mais graves que levam à internação e provocam morte. O risco é que a doença evolua para pneumonia viral ou bacteriana, ou para complicações respiratórias.

Individualmente, a vacina custa R$ 150,00. Quando são formados grupos, o valor cai e pode ficar até 40% mais barato se o serviço for fechado para atender empresas.

No ano passado, em todo Brasil, o conjunto dos vírus influenza atingiu 2.220 pacientes. Apenas o H1N1 matou 1.982 no País. Hoje, especialistas consideram a vacinação como o procedimento mais importante na redução do impacto da influenza.

A Prophilaxis Vacinas também atende em domicílio, sem cobrança de taxa. Na sede da Rua Pedro Celestino, número 955, o serviço funciona de 8h às 18h, de segunda a sexta, e de 8h às 12h, aos sábados. O pagamento pode ser parcelado em até 3 vezes.

Não é preciso agendar horário, mas outras informações podem ser obtidas pelo telefone (67) 3213-4221.

Para saber mais sobre todas as imunizações oferecidas, siga a Prophylaxis Vacinas no Facebook.

A Prophylaxis fica na Rua Pedro Celestino, número 955A Prophylaxis fica na Rua Pedro Celestino, número 955