VÍDEO: Após denúncia, PMA investiga desvios irregulares no rio Mimoso em Bonito

Policiais estiveram no local na quinta-feira e voltaram na manhã deste sábado para analisar situação

Equipe da PMA (Polícia Militar Ambiental)  está investigando os desvios irregulares no curso do rio Mimoso dentro do Parque das Cachoeiras, em Bonito, a 300 quilômetros de Campo Grande. Na quinta-feira (11), de acordo com informações, eles estiveram no local para fazer uma primeira análise e voltaram neste sábado (13) para investigar a situação dos desvios. Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, na quinta-feira a equipe fez uma análise preliminar e teriam desbloqueado alguns pontos para liberar o curso da água. E na manhã deste sábado os policiais estão apurando as possíveis irregularidades e possíveis autores da prática que pode ser configurada como crime ambiental. Veja o vídeo.

Denúncia no MPMS

  Vale lembrar que, nesta sexta-feira (12), uma denúncia foi protocolada no MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) pedia a investigação dos desvios no curso do rio Mimoso no Parque das Cachoeiras, O gerente geral do local teria recebido a informação de que funcionários da Fazenda Estância Mimosa estariam criando barreiras físicas no leito do rio para desviar o curso, aumentando o volume de água no lado da propriedade pertencente ao grupo Prata, causando a seca nas cachoeiras do parque. Além disso, no local foram encontradas três valetas abertas nas rochas calcárias e barreiras com troncos de árvores que estariam prendendo os peixes do rio Mimoso, inclusive causando a morte de algumas espécies. Conforme a denúncia, o desvio no curso do rio estaria causando muitos danos ambientais no local. As valetas estão baixando o leito do rio e causando a morte dos animais, deixando também forte cheiro no local. Ainda na sexta-feira,  a reportagem tentou contato com o Parque das Cachoeiras por telefone, mas as ligações não foram atendidas. Já com a Estância Mimosa, não foi possível contato.