Vasco faz gol relâmpago, resiste com menos um e vence Grêmio

Por FOLHAPRESS

vasco1

Vasco venceu em casa – Foto: Divulgação / Flickr oficial do Vasco

O domingo (22) foi melhor do que a encomenda para o Vasco. Com um início fulminante e o gol relâmpago de Andrés Rios, o clube carioca venceu o Grêmio por 1 a 0, em São Januário. O triunfo se tornou dramático para os cariocas, principalmente em razão da expulsão do lateral Henrique ainda aos 31min do primeiro tempo. O resultado, conquistado com muita luta, fez o time recuperar o bom clima em casa depois dos protestos contra o técnico Jorginho no meio de semana. Na ocasião, a equipe cedeu o empate por 1 a 1 nos minutos finais do clássico diante do Fluminense.

O Vasco subiu para a 9ª posição e soma 19 pontos na tabela, ainda com um jogo a menos. O time joga pela Copa Sul-Americana no meio de semana, contra a LDU, no Equador. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso será apenas no outro domingo (29), frente ao Corinthians, em Brasília.

Já o Grêmio parou nos 23 pontos e está em 5º lugar. Na próxima quinta-feira (26), o Tricolor Gaúcho recebe o vice-líder São Paulo, às 19h30 (de Brasília), em Porto Alegre.

Nem sequer o torcedor mais otimista do Vasco esperava um gol tão rápido. Aos 2min, Henrique recebeu livre pela esquerda e cruzou rasteiro. Andrés Rios dividiu com Pedro Geromel. A bola encobriu o goleiro Marcelo Grohe. Foi o suficiente para tirar o grito de alívio da garganta dos cruzmaltinos em São Januário.

O início fulminante do Vasco poderia ter rendido um placar mais elástico antes mesmo dos 15 minutos de confronto. Marcelo Grohe defendeu bem um arremate de fora de Andrey. Mas, aos 13min, a melhor chance foi desperdiçada por Yago Pikachu. Ele recebeu dentro da área na cara do goleiro gremista, mas tentou a cavadinha. Foi o suficiente para não pegar bem na bola e o arqueiro dar um tapa para escanteio.

O Grêmio esteve longe de apresentar o futebol que encantou o Brasil nos últimos tempos. Ainda assim, os gaúchos tiveram chance de empatar a partida. Aos 23min, uma confusão na área do Vasco quase foi parar no fundo da rede. Marcelo Oliveira finalizou para fora na pequena área. A bola saiu pela linha de fundo.

O jogo mudou a configuração ainda na primeira etapa. O lateral-esquerdo Henrique já tinha cartão amarelo, mas aplicou um carrinho lateral em Luan e foi expulso aos 31min. Vaiado, ele pediu desculpas à torcida com gestos. A perda do atleta cruzmaltino fez os técnicos trabalharem. Renato Gaúcho aproveitou e colocou Marinho em campo na vaga de Marcelo Oliveira. Já Jorginho tentou recompor o sistema defensivo com Thiago Galhardo no lugar de Kelvin.

Como já era esperado, o Grêmio mandou na segunda etapa. Com um a mais e jogadores de qualidade, o Tricolor pressionou em busca do resultado. A iniciativa, porém, foi pouco inspirada e esbarrou em um Vasco absolutamente valente diante da difícil tarefa de segurar a vitória. André desperdiçou boa oportunidade aos 24min. Martín Silva pegou. O Cruzmaltino chegou algumas vezes no contra-ataque. Mas nada mudou. O campeão da Libertadores não conseguiu superar um rival numericamente inferior, mas que brigou muito para celebrar um triunfo importantíssimo no Campeonato Brasileiro.

VASCO
Martín Silva; Luiz Gustavo, Breno, Ricardo e Henrique; Desábato, Andrey, Pikachu, Giovanni Augusto (Henriquez) e Kelvin (Thiago Galhardo) ; Andrés Rios (Paulo Victor)
T.: Jorginho

GRÊMIO
Marcelo Grohe; Léo Moura (Douglas), Geromel, Bressan e Marcelo Oliveira (Marinho); Jaílson (Jael), Cícero e Ramiro; Luan, Everton e André
T.: Renato Gaúcho

Árbitro: Igor Benevenuto de Oliveira (MG)
Auxiliares: Ricardo Junio de Souza e Magno Arantes Lira (MG)
Cartões amarelos: Henrique, Breno, Pikachu e Thiago Galhardo (Vasco); Marcelo Oliveira, Marinho, André, Ramiro, Jael e Douglas (Grêmio)
Cartão vermelho: Henrique (Vasco)
Gol: Andrés Rios (VAS), aos 2min do primeiro tempo.