TJMS suspende prazos processuais após temporal deixar cidades de MS sem energia

Chuva forte com ventania deixou rastro de destruição na Capital e em município do interior

Fábio Oruê Publicado em 15/10/2021, às 22h45

Suspensão será publicado em portaria na terça-feira - Foto: Divulgação
O presidente do TJMS ( Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Des. Carlos Eduardo Contar, determinou a suspensão dos prazos processuais desta sexta-feira (15), no âmbito da Secretaria do Tribunal de Justiça e de todas as comarcas do Estado, por conta de falta de energia que atinge grande parte de MS. 
Conforme divulgado pelo Tribunal, a suspensão ocorreu por meio da Portaria nº 1.011/2021, que será publicada no Diário da Justiça da próxima terça-feira (19). Temporal com vendaval deixou rastro de destruição em várias cidade de MS, como queda de árvores e bairros sem energia elétrica. 
Conforme a concessionária de energia, a Energisa, foram 5,3 mil registros de chamado por conta da falta de luz em MS. Essa é uma situação nunca registrada em quase oito anos de concessão no Estado.
A empresa segue com o plano de contingência intensificado após o forte temporal e trabalha com mais equipes em campo para recuperar os estragos causados. Desde à meia-noite do dia 13 até às 21h30 de hoje já são contabilizados 1.434.626 raios.
O temporal provocou o rompimento de cabos e quedas de postes, e danificou transformadores e alimentadores. Ao longo da noite as equipes estão atuando simultaneamente nos reparos da rede elétrica que foi prejudicada pela queda excessiva da vegetação, rajadas de ventos e elevado número de raios.