Temporal causa estragos em Nova Andradina; cidade teve falta de energia e de sinal de celular

Ventos fortes arrancaram galhos de árvores e Sanesul alerta que, com temporal, também pode faltar água

Humberto Marques Publicado em 15/10/2021, às 18h06

Cobertura de posto de combustíveis de Nova Andradina desabou durante temporal - Jornal da Nova/Reprodução
Nova Andradina –a 300 km de Campo Grande– também sofreu com um temporal na tarde desta sexta-feira (15), que causou queda de árvores e arrancou coberturas de estacionamentos, supermercados e até de um posto de combustíveis, de acordo com o Jornal da Nova.

Pela cidade, era possível ver durante a tarde muitos galhos arrancados nos canteiros centrais das avenidas e calçadas. Também houve desabastecimento de eneria elétrica em diversos bairros.

A Sanesul comunicou a população que, em razão da falta de energia, pode faltar até até a noite desta sexta-feira. A rede de telefonia celular que atende o município também apresentou problemas.

Dourados também enfrentou sérios problemas em razão da tempestade que atingiu a cidade na tarde desta sexta-feira. O prefeito Alan Guedes (Progressistas) declarou emergência. Em Ponta Porã, pela manhã, houve registro de alagamentos.

O Cemtec-MS (Centro de Monitoramento do Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul) creditou o mau tempo a uma grande área de instabilidade que avançou do Paraguai para o Sul do Brasil e Mato Grosso do Sul. A expectativa era de que os ventos superassem os 80 km/h –em Campo Grande, onde ocorreu uma tempestade de poeira, a ventania passou dos 94 km/h.

A expectativa é de que os temporais se repitam no sábado, com ventos entre 50 e 90 km/h e possível queda de granizo.