Sem-terra é multado em R$ 10 mil por incêndio em matas ciliares do Rio Urumbeva

Policiais foram acionados por moradores próximos ao Polo Industrial

Diego Alves Publicado em 26/08/2021, às 00h19

Divulgação PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um sem-terra em R$ 10 mil por incêndio de área de matas ciliares do rio Urumbeva em área invadida no município de Nioaque, cidade a 183 quilômetros de Campo Grande.

Policiais ambientais foram acionados por moradores próximos ao Polo Industrial, localizado no município de Nioaque hoje (25), informando que uma área da Prefeitura Municipal teria sido invadida há alguns meses por sem-terras e estaria sendo incendiada em alguns locais.

A PMA informa que foi rapidamente ao local e conseguiu localizar o infrator. O incendiário (73), afirmou que realizara a limpeza da área para construção de um barraco e, ao fazer um amontoado da vegetação retirada durante a limpeza, colocou fogo e perdeu o controle. Após a extinção do incêndio, a PMA realizou levantamento com uso de drone e GPS da área incendiada, que aferida perfez 2,2 hectares.

A área queimada foi toda dentro da parte de preservação permanente de matas ciliares do rio Urumbeva (APP), protegida por Lei. O infrator foi orientado quanto a proibição de queima controlada e também foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 10 mil. Ele também responderá por crime ambiental de degradação de área protegida, com pena prevista de um a três anos de detenção.