Recursos de denunciados na Coffee Break serão julgados no próximo dia 6

Quinze dos 24 entraram com agravo

Jéssica Benitez

Os recursos ingressados em segundo grau por 15 dos 24 de denunciados na Coffee Break serão julgados pelo TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) no próximo dia 6. Os agravos estavam parados desde setembro do ano passado e, embora sejam individuais, têm basicamente o objetivo de rebater as acusações feitas pelo MP-MS (Ministério Público Estadual) quanto à operação.

Na semana passada, os desembargadores iniciaram análise da denúncia contra o deputado estadual Paulo Siufi (PMDB), julgada separadamente após ele conseguir cadeira na Assembleia Legislativa.

Embora a sessão tenha sido marcada para a próxima semana devido ao pedido de vistas feito pelo desembargador Sérgio Martins, a denúncia já tem voto suficiente para ser arquivada.

Dos 15 integrantes da turma julgadora, nove se declararam aptos a votar e oito rejeitaram a denúncia alegando que não há provas suficientes que comprovem conduta de culpa do parlamentar.

A ação ingressada pelo MP-MS contra Siufi é resultado da Operação Coffee Break, desencadeada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) para apurar suposto esquema que culminou na cassação do ex-prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP), em 2013.

TÓPICOS