Quase 80% dos pacientes internados em UTIs públicas de Campo Grande são do próprio município

Levantamento da Saúde Pública indica que 175 internados em UTIs do SUS, ou 78% do total, são campo-grandenses

Levantamento realizado pelo  e Prefeitura de Campo Grande aponta que, das 224 vagas de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) oferecidas pelo  (Sistema Único de ) na Capital, quase 80% são ocupadas por moradores do próprio município. A constatação vai ao encontro do alto número de casos de coronavírus registrados nos últimos dias e que tem mandado pacientes para a terapia intensiva, pressionando ainda mais um sistema que já encarava falta de vagas –e forçou a abertura emergencial de novos leitos. A taxa de ocupação de leitos de UTI para infectados pela Covid-19 se mantém próxima ou acima de 90% nos últimos dias em Campo Grande, ajudando a manter alta a procura rotineira, vinda principalmente de acidentes de trânsito ou outras doenças. Reportagem do Jornal Midiamax mostrou, porém, que a lotação também atinge hospitais privados, inclusive aqueles sem relação com o  no município. A fim de dar vazão ao volume de doentes no , a Prefeitura de Campo Grande contratou leitos em alguns hospitais privados, cuja quantidade também está próxima de ser superada –caso do , que teve as 5 UTIs fornecidas ao município ocupadas. Paralelamente, leitos abertos em caráter emergencial no Hospital Universitário (10) e Hospital de Câncer Alfredo Abrão (18) também estão lotados. Dos 224 leitos do  disponíveis em Campo Grande, 175 são ocupados por pacientes da cidade, ou 78% do total. Os 22% restantes são de pacientes do interior, inclusive de cidades que contam com leitos de terapia intensiva. São os casos de um paciente de Corumbá, 2 de Dourados e 4 de Três Lagoas, todas cidades-polo para a  Pública. Da microrregião de Campo Grande, a maioria dos infectados é de Maracaju (6). São Gabriel do Oeste e Terenos contribuem com 3 pacientes cada. Ou seja, bem à frente dos 175 campo-grandenses internados. Já considerando a macrorregião, um arranjo mais extenso, as UTIs do  instaladas em Campo Grande receberam 21 pacientes de outras cidades, 8 deles de Aquidauana. Dos quase 25 mil casos de coronavírus no Estado, 9.875 relatados até a noite de ontem são de Campo Grande, que concentra ainda 129 das 376 mortes causadas pela doença até aqui.