PRF admite que policiais usaram gás lacrimogêneo durante abordagem em Sergipe

Vídeos em redes sociais mostram a abordagem violenta dos policiais rodoviários federais

Maria Eduarda Fernandes| 26/05/2022- 16:43

Foto: Reprodução

Polícia Rodoviária Federal (PRF), admitiu que os agentes que estavam durante a abordagem, que resultou na morte de Genivaldo Jesus, que possuía transtornos mentais, usaram gás lacrimogênio e spray de pimenta. O caso aconteceu na quarta-feira (25), em Sergipe. Na ocasião, os policiais o trancaram no porta-malas da viatura e o sufocaram.

No boletim de ocorrência, os agentes também afirmam que Genivaldo faleceu “possivelmente devido a um mal súbito”. Mas, o laudo do IML (Instituto Médico Legal) divulgado nesta quinta-feira (26) afirma que a causa de sua morte foi "insuficiência [respiratória] aguda secundária a asfixia".

A PRF irá abriu um procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos, mas não irá divulgar os nomes dos agentes.

O caso será investigado pela Polícia Federal, e disse em nota, que já deu início nas investigações.