PMA de Porto Murtinho e Bela Vista prendem dois paraguaios por caça de quatro jacarés e por pesca em piracema no rio Apa na fronteira

PMA de Porto Murtinho e Bela Vista prendem dois paraguaios por caça de quatro jacarés e por pesca em piracema e com petrechos proibidos no rio Apa na fronteira

Campo Grande (MS) – Policiais Militares Ambientais de Porto Murtinho e de Bela Vista, que trabalham na operação piracema, realizavam patrulhamento conjunto no rio Apa, na fronteira com o Paraguai, na área rural do município, a 60 km da cidade hoje (27) de madrugada e prenderam às 3h00, dois paraguaios por caça ilegal de jacarés e por pescar durante o período proibido de piracema e com uso de petrechos proibidos para a pesca.

Os infratores, de 22 e 37 anos, estavam em uma embarcação com motor de popa, praticando pesca com redes, tarrafa, cordas de espinheis, fisga e boias (petrechos proibidos para a pesca) e ainda caçando jacarés. Com os criminosos, residentes na cidade de Vallemi (PY), foram apreendidos quatro animais silvestres da espécie jacaré de grande porte, os quais os infratores haviam abatido com uso de uma fisga e com uma machadinha, que também foram apreendidas.

Também foram apreendidos o barco, o motor de popa, 10 redes de pesca, medindo 300 metros, uma corda de espinhel de 20 metros com 15 anzóis, cinco boias (João-bobo) e uma tarrafa, petrechos de pesca ilegais, que os infratores utilizavam na pesca predatória, porém, não tiveram tempo de capturar nenhum pescado.

Os infratores receberam voz de prisão e foram encaminhados, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Porto Murtinho, onde eles foram autuados em flagrante por crime de caça ilegal e também de pesca predatória e continuam presos. A pena para a caça é de seis meses a um ano de prisão e para a pesca predatória de um a três anos de detenção.