O OUTRO PAI – Filme conta a jornada de quatro irmãs em busca de seus pais biológicos

Produção espanhola da Netflix estreia na plataforma dia 3 de maio

2 MAI 19 - 14h:00KREITLON PEREIRA, VIA STREAMING
O longa, de aproximadamente 1 hora e 18 minutos de duração, se passa na cidade de Madrid - Foto: Divulgação
Fruto da quarta colaboração entre a Netflix e a empresa de produção televisiva espanhola Bambu Producciones, “O Outro Pai!” tem sua estreia na plataforma de streaming marcada para o dia 3 de maio e vai abordar as dinâmicas familiares entre quatro irmãs. O longa, de aproximadamente 1 hora e 18 minutos de duração, se passa na cidade de Madrid (capital e maior cidade da Espanha) e foi dirigido por Gabriela Tagliavini A história se inicia com a morte da matriarca da família. Porém, antes de falecer, Carmen (Marisa Peredes) prepare um vídeo para suas filhas no qual conta o seu maior segredo, que carrega desde que as crianças nasceram. Ao serem forçadas a se reunir por causa do enterro da mãe, as quatro irmãs - Sara (Banca Suárez), Sofía (Amaia Salamanca), Lúcia (Macarena García) e Claudia (Belén Cuesta) - assistem ao vídeo e descobre, que o homem que tinham como figura paterna até então não é o pai biológico delas, tendo cada uma um pai diferente. Atendendo ao último pedido de sua mãe, as quatro entram juntas em uma jornada para descobrir a identidade desses homens. O filme vai abordar, de forma cômica, o relacionamento dessas quatro irmãs ao longo da viagem. As quatro não poderiam ser mais diferentes. Sara é uma mulher extremamente trabalhadora que mora em Nova York, diferentemente de Sofia possui um lado mais artístico e divertido. A mais nova das quatro (Lúcia) é a filha rebelde, espécie de “ovelha negra” da família. Por fim tem-se Claudia, presa em um casamento infeliz, vive em um mundo de aparências e é a que mais carrega o peso do nome da família em suas costas. “O Outro Pai”, além de ser um filme de comédia sobre a missão dessas quatro irmãs em busca das suas próprias identidades, é também uma história de amor e fraternidade.