Mulher vai defender marido e acaba morta a golpes de taco de beisebol

Crime aconteceu na noite de ontem (1º), na aldeia Panambi, em Lagoa Rica, distrito de Douradina

Viviane Oliveira
Aos 52 anos, Laíde Barros foi morta a golpes de taco de beisebol. O caso aconteceu na noite de ontem (1º), na aldeia Panambi, em Lagoa Rica, distrito de Douradina, distante 196 quilômetros de Campo Grande. Conforme o site Dourados News, Laíde consumia bebida alcoólica com o marido de 48 anos, quando chegou ao local um rapaz de 19 anos. Por motivos que ainda serão investigados pela polícia, o rapaz teria agredido o esposo da vítima.
Conforme versão do marido, Laíde foi tentar defendê-lo das agressões, momento em que foi golpeada pelo jovem até a morte. Os nomes, tanto do marido quanto do suspeito não foram divulgados pela polícia. O caso é investigado pela delegacia da área.