Litro da gasolina chega a custar R$ 6,53 em Mato Grosso do Sul

O combustível é comercializado em média por R$ 5,91 na Capital, o maior valor da série histórica da ANP
02/10/2021 16:44 - Rafaela Moreira


O litro da gasolina chega a custar R$ 6,53 em Mato Grosso do Sul, de acordo com a pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), sendo esse o maior preço médio já registrado na série histórica medida pela agência.

O maior valor praticado atualmente no Estado, conforme o levantamento da ANP, é em Corumbá, onde a gasolina chega a R$ 6,53. O litro varia entre R$ 6,45 e R$ 6,53, média de R$ 6,51. 

Nas últimas quatro semanas, o preço da gasolina acumula alta de 1,93% no Estado.

Levantamento realizado semanalmente pela ANP aponta ainda que o menor preço médio do litro da gasolina é encontrado em Campo Grande. Atualmente, o combustível é comercializado a R$ 5,91, variando entre R$ 5,75 e R$ 6,08. 

Em maio do ano passado, o combustível era vendido, em média, por R$ 3,81 na Capital, com valor mínimo de 3,75 e máximo de R$ 3,98.  

Em Dourados, a gasolina comum custa, em média, R$ 6,03 e vai do preço mínimo de R$ 5,94 ao máximo de R$ 6,15.

Últimas notícias

Nas últimas quatro semanas, o preço da gasolina acumula alta de 1,93% no Estado - Arquivo Correio do Estado

Confira dicas para economizar combustível:

Dirigir com os pneus calibrados

Os pneus murchos, além de reduzirem suas vidas úteis e ajudar no aumento do consumo de gasolina, podem forçar o sistema de suspensão e direção do veículo.

Por isso, é importante conferir a pressão dos pneus todos os meses, pois geralmente se perde 0,15 bar por mês. 

Vale lembrar que cada automóvel tem uma calibragem ideal, ressaltando que ela precisa ser feita com os pneus frios para que o procedimento seja realizado da forma correta.

Não ligar o ar-condicionado no máximo

Com o calorão que vem fazendo nas últimas semanas é quase impossível ficar sem ligar o ar-condicionado. 

Embora seja uma grande tentação, o aparelho, ainda mais quando usado na máxima potência, pode influenciar de forma direta o consumo de combustível. 

Procure aproveitar as entradas de ar do automóvel para ventilar e, em trajetos mais longos, deixe o ar-condicionado desligado. 

Um hábito que ajuda a refrescar o espaço no carro é estacioná-lo em locais com sombra, para evitar o aquecimento interno.

Conduzir com os vidros fechados

Você sabia que deixar os vidros do carro abertos enquanto dirige não é a melhor forma de economizar combustível? Especialmente se estiver dirigindo em alta velocidade.

Com exceção de passeios rápidos dentro da cidade, dirigir com as janelas abertas pode elevar a resistência do ar e fazer com que seu veículo consuma mais combustível. 

Dessa forma, o mais recomendado é deixar o carro fechado.

Não carregar peso em excesso

Em uma viagem mais longa, qualquer peso em demasia pode determinar um maior consumo de combustível. 

Portanto, ao pegar a estrada procure levar apenas o necessário, como roupas e objetos pessoais. 

Evite pesos em excesso e itens que não vão fazer falta durante sua viagem. 

Você pode, por exemplo, fazer as compras de alimentos e bebidas no seu destino. Além de ocupar menos espaço no carro, vai tornar a viagem mais prática.

Levar seu carro para revisão

Seu automóvel deve ser tratado como um bem precioso. Por isso é tão importante fazer a revisão no carro de acordo com as recomendações do fabricante.

Muitas vezes, um detalhe simples pode estar colaborando para um consumo do combustível além do normal. 

Um veículo com a manutenção em dia ajuda na economia dos recursos e ainda garante a segurança de toda sua família.

Olho no contagiros

Uma das formas de aferir o quanto um motorista exige do motor de seu carro é olhar o contagiros (aquele display próximo ao velocímetro, que indica o volume de rotações por minuto do motor). 

Cada motor tem uma especificação, mas em geral, recomenda-se não ultrapassar com frequência a casa de 2,5 mil giros. 

Evite acelerações desnecessárias. 

* Com agências