Justiça de MS nega liberdade a suspeito de derrubar portão sobre a ex-mulher e atropelá-la

Por G1 MS

=

A Justiça de Mato Grosso do Sul negou liberdade a um comerciante de 40 anos suspeito de tentar matar a ex-mulher, de 43, na madrugada do dia 2 de novembro, em Bela Vista, na fronteira com o Paraguai. A decisão de indeferimento do pedido de revogação da prisão preventiva foi publicada no Diário Oficial da Justiça desta segunda-feira (11).

O homem está preso desde poucas horas após o crime. Segundo a Polícia Civil, ele estava alcoolizado e discutiu com vítima. Depois disso, foi até a casa dela e como ela não aceitou recebê-lo, derrubou o portão com o carro e a atropelou.

Conforme a polícia, o portão caiu sobre a mulher e então o suspeito acelerou o carro e parou com ele sobre a vítima. A mulher ficou prensada entre o chão e o veículo, pediu por socorro, mas o homem a deixou no local e fugiu.

A vítima foi socorrida por outras pessoas e levadas para o hospital, que avisou a Polícia Militar (PM) sobre a situação de violência doméstica. Ela ficou com lesões no ombro, braço e clavícula, foi atendida na unidade de saúde e de lá transferida para a Santa Casa de Campo Grande, de onde recebeu alta na noite do dia seguinte.