Juma? Onça dá nova cara a viaduto em MS: ‘foi ideia minha’

Aos 30 anos, artista que pintou a onça conta que finalmente está conseguindo viver do dom que Deus lhe deuJoão Ramos| 22/03/2022– 14:07

Projeto de artista quer embelezar a cidade - (Fotos: Reprodução/Redes Sociais)

Moradores ficaram impressionados com a pintura de uma onça-pintada em um viaduto importante e foram correndo fotografar a arte para postar nas redes sociais. A figura do animal, símbolo do Pantanal sul-mato-grossense, foi estampada pelo artista Jonathan Liws Silva Corpes, natural de Belém e residente em Maracaju, mesmo município onde fez a obra, em Mato Grosso do Sul.

Os traços do desenho, bem como as cores e a beleza da gravura, deixaram os maracajuenses encantados. Passar pelo viaduto logo na entrada da cidade agora traz outra experiência. “Foi uma ideia minha de poder embelezar a cidade com artes legais que tivessem algo de identidade da região”, explica o pintor ao MidiaMAIS.

No entanto, o projeto é antigo e demorou um pouquinho para sair do papel, ou da mente do artista. “No primeiro momento procurei a Fundação de Cultura do município, fui bem atendido, mas não obtive sucesso sobre a liberação do viaduto. Um ano ou mais se passou e fiquei no aguardo da confirmação de liberação”, revela Liws.

Viaduto ficou lindo com a pintura de Liws (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Passado esse tempo, ele entrou em contato com a assessora do prefeito que, quase de imediato, conseguiu agendar uma reunião. “Pude mostrar artes como referência, falar sobre o projeto e a ideia para o futuro. No mesmo dia foi liberado o viaduto para eu poder fazer a arte”, comenta.

“Tem sido ótimo fazer este trabalho, contando com ajuda de amigos e parceiros, a prefeitura apenas liberou espaço e suporte de escada. Tenho utilizado de recursos próprios e de parceiros. Pretendo fazer artes em todo o viaduto e também por diversos locais da cidade Maracaju”, adianta o artista.

https://www.instagram.com/p/CY-NWJBrv8c/?utm_source=ig_embed&ig_rid=806846a2-703a-41ac-842c-3b487d0cd3b7

Vivendo da arte

Liws Corpes é de Belém do Pará e está em Maracaju há quase 4 anos. “Cheguei aqui com ar de recomeço iniciando um trabalho na empresa Julinho Som. Estava tudo bem até que veio a pandemia, a empresa trabalha com eventos e foi afetada 100% neste período, então resolvi investir em minha carreira artística. Em meio à maior crise dos últimos tempos, dei início ao que vem sendo a melhor fase da minha vida”, comemora.

“Agora estou dando mais um passo, desta vez, para marcar meu trabalho e meu nome nesta cidade a qual já me sinto cidadão. Seria ótimo contar com apoio não só de amigos e empresas, mas também de órgãos públicos, tendo vista que o meu trabalho contribui diretamente para a imagem do município”, pontua.

Aos 30 anos, ele finalmente tem conseguido trabalhar fazendo o que sempre sonhou. “Estou vivendo da arte, que foi algo que iniciei desde os meus 7 anos em casa e, a partir dos 28, vivendo do dom que o Eterno me deu”, conclui, orgulhoso e feliz com o reconhecimento, especialmente dos moradores da cidade, deslumbrados com o novo visual do viaduto.


Moradores fotografam encantados com a beleza do local (Foto: Reprodução/Redes Sociais)