Warning: Parameter 2 to M_DataMapper::set_custom_wp_query_where() expected to be a reference, value given in /home/ancorane/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php on line 286

Warning: Parameter 2 to M_DataMapper::set_custom_wp_query_groupby() expected to be a reference, value given in /home/ancorane/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php on line 286

Warning: Parameter 2 to M_DataMapper::set_custom_wp_query_fields() expected to be a reference, value given in /home/ancorane/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php on line 286

Warning: Parameter 2 to M_DataMapper::set_custom_wp_query() expected to be a reference, value given in /home/ancorane/public_html/wp-includes/class-wp-hook.php on line 286
Indisponível no mundo, vacina pentavalente tem estoque baixo em MS – Ancora News

Indisponível no mundo, vacina pentavalente tem estoque baixo em MS

Doses adquiridas pelo Ministério da Saúde foram reprovadas em teste de qualidade

Os estoques das doses de pentavalente estão baixos em Mato Grosso do Sul. O problema é nacional e se deu porque a vacina adquirida através da OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde) foi reprovada no teste de qualidade. De acordo com o Ministério da Saúde, a reposição do fornecimento já foi solicitada, mas não há disponibilidade imediata da vacina no mundo. Ainda conforme o Ministério da Saúde, as compras com o antigo fornecedor, a empresa indiana Biologicals E. Limited, foram interrompidas. A SES-MS (Secretaria de Estado de Saúde do Mato Grosso do Sul), confirmou a informação da pasta de que não há doses para reposição, mas que até o momento o Estado não registrou falta. Em Campo Grande, segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), os estoques estão baixos e pode ocorrer a falta pontual, mas a reposição depende do Ministério da Saúde que já informou que a situação deve ser normalizada até novembro de 2019. As 6,6 milhões de doses adquiridas começaram a chegar de forma escalonada em agosto no país, e o abastecimento aos Estados deve voltar à normalidade a partir de novembro. O SUS (Sistema Único de Saúde) fará uma busca ativa pelas crianças que completaram dois, quatro ou seis meses de idade entre os meses de agosto e novembro para vaciná-las, assim que a situação estiver normalizada. O Ministério da Saúde destaca que o país demanda normalmente 800 mil doses mensais dessa vacina. O abastecimento está parcialmente interrompido desde julho, situação comunicada aos Estados e municípios. Por se tratar de um imonubiológico, diferentemente dos medicamentos sintéticos, a vacina não tem disponibilidade imediata. Portanto, embora haja recursos para aquisição, o recebimento efetivo pelo Brasil depende do processo de fabricação e testagem. O Ministério da Saúde reitera que não é um caso de emergência epidemiológica no Brasil.  E, neste momento, os estoques nacionais são suficientes para realização de bloqueios vacinais, caso surtos inesperados apareçam. O sistema de vigilância à saúde monitora continuamente o tema a emitirá os alertas se estes forem necessários.