Hulk brilha e põe Atlético-MG em vantagem sobre o Flamengo na Copa do Brasil

| 22/06/2022
- 23:14
Hulk brilha e põe Atlético-MG em vantagem sobre o Flamengo na Copa do Brasil
Já o Atlético ganha fôlego com dois triunfos seguidos e volta as atenções (Foto: assessoria/Atlético-MG)
Estrelas servem para decidir jogos importantes e assim o fez Hulk no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Com um gol e uma assistência, o atacante foi vital para a vitória do  sobre o Flamengo por 2 a 1 em um lotado Mineirão. Com o triunfo, os mineiros jogarão pelo empate no dia 13 de julho, no Maracanã. Apesar de finalizar mais na partida e por vezes rondar a área de Everson, o Flamengo precisará melhorar sua pontaria se quiser reverter o confronto. Como o gol fora de casa não tem mais peso, um triunfo mínimo não é suficiente, pois levaria a decisão aos pênaltis. Já o Atlético ganha fôlego com dois triunfos seguidos e volta as atenções no Brasileirão para tentar diminuir a distância para o líder Palmeiras, hoje em sete pontos. Domingo o time recebe o Fortaleza, penúltimo colocado. Depois de ganhar dos cariocas no fim de semana pelo Brasileirão, o Atlético-MG apostava mais uma vez na força da torcida, que lotou o Mineirão. A diferença estava no clima. Antes fazendo pressão pela série de quatro jogos sem ganhar, desta vez a euforia prevalecia, com incentivo desde o início. Até o técnico Antônio Mohamed teve o nome cantado antes de a bola rolar. O jogo começou com forte "ô, ô, ô, vai pra cima deles Galo" e com escalações modificadas. Filipe Luís e Willian Arão estavam de volta ao time titular do Flamengo, com Arrascaeta jogando mais adiantado, e os mandantes não tinham Jair, com fratura na mão. Otávio entrou e Turco Mohamed optou pela manutenção de três atacantes, com Vargas, Keno e Hulk na frente para abrir vantagem na série. Com somente seis minutos, Hulk recebeu lançamento longo de Mariano, chegou antes de Rodrigo Caio e tocou de esquerda encobrindo Diego Alves para abrir o placar. Beijos à torcida e muita festa. O goleiro Everson saiu jogando rápido com o lateral e pegou a defesa carioca desarrumada no lance. O gol cedo obrigou o Flamengo a se lançar ao ataque. Andreas fez Everson trabalhar bem em bomba de fora da área. Os cariocas subiram a marcação e equilibraram a ação, jogando no campo de ataque. Adiantado, o Flamengo dava espaços ao Atlético-MG e viu Hulk deixar Keno na cara de Diego Alves. O atacante optou por tentar driblar Matheuzinho e acabou perdendo a chance de ouro de ampliar o placar. Hulk ainda tentou do meio-campo na primeira etapa. A boa etapa terminou com a vantagem mínima dos mineiros, mas com o Flamengo jogando bem e ameaçando o gol de Everson, o que prometia uma segunda etapa ainda mais disputada em um jogo aberto e agradável. Satisfeito com seus times, os treinadores optaram pela manutenção das escalações. De um lado um mandante querendo ampliar após abrir o placar cedo e pouco atacar e do outro um visitante confiante que empataria se mantivesse a postura agressiva, apenas caprichando um pouco mais na frente. Hulk continuava sendo a melhor opção ofensiva no Atlético-MG. Logo no início, levou a melhor sobre Pablo, mas falhou nas tentativas de assistência a Ademir, como ocorreu no segundo gol do fim de semana, desta vez parando na marcação duas vezes. Na terceira oportunidade, porém, a  apareceu bem. O astro cortou na área, recebeu de Nacho em contragolpe veloz, deixou dois marcadores pelo caminho e cruzou na cabeça de Ademir Com 9 minutos, o Atlético-MG abria vantagem importante. Perdendo seu terceiro jogo em quatro no comando do Flamengo, Dorival Júnior foi para o tudo ou nada na parte final com entradas de Pedro, Lázaro e Rodinei. Abriu o time e quase levou o terceiro. Nacho recebeu de Hulk e parou em defesaça de Diego Alves. O goleiro ainda seguraria chute forte de Allan. O Flamengo sabia que precisava de ao menos um gol e deixou a série indefinida por causa das apostas de Dorival. Rodinei cruzou e Lázaro diminuiu, aos 34 minutos. O Flamengo ainda buscou o empate até o fim, mas foi o Atlético quem levou mais perigo, com bola na trave de Calebe nos acréscimos. FICHA TÉCNICA ATLÉTICO-MG 2 x 1 FLAMENGO ATLÉTICO-MG - Everson; Mariano, Júnior Alonso, Nathan Silva e Guilherme Arana; Otávio, Allan e Nacho Fernández (Calebe); Vargas (Rubens), Keno (Ademir) e Hulk. Técnico: Antonio Mohamed FLAMENGO - Diego Alves; Matheuzinho (Rodinei), Rodrigo Caio, Pablo e Filipe Luís (Ayrton Lucas); João Gomes, Willian Arão (Lázaro), Andreas Pereira (Thiago Maia) e Everton Ribeiro (Pedro); Arrascaeta e Gabriel Barbosa. Técnico: Dorival Júnior. GOLS - Hulk, aos 6 minutos do primeiro tempo; Ademir, aos 9 e Lázaro aos 34 do segundo. ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira (SP) CARTÕES AMARELOS - Everton Ribeiro, Pablo e Andreas Pereira (Flamengo) e Ademir (Atlético-MG). RENDA - R$ 2.113.078,00. PÚBLICO - 53.953 presentes. LOCAL - Mineirão, em Belo Horizonte.