Governo e Prefeitura podem se juntar para obras no lago do Parque das Nações

Acordo de cooperação está sendo finalizado

O assoreamento dos lagos dentro do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande, vem chamando a atenção da população desde o mês de março, quando o problema veio à tona. De acordo com o governador Reinaldo Azambuja, não basta só desassorear dentro, é preciso resolver situação no entorno. Durante a agenda pública desta terça-feira (16), Reinaldo afirmou que está finalizada uma parceria com a prefeitura da Capital, para resolver a situação do lago. Ele informou que na próxima semana será assinado um acordo de cooperação para mitigar os danos. “Não é só desassorear o lago, tem as obras mitigatórias dos danos que estão acima dos lagos. Tem dois lagos dentro do Parque, mas o problema está vindo de fora, por conta dos sedimentos dos rios que passam por ali. Se hoje retirar a areia para resolver, você não resolve os problemas lá de cima. Em cinco anos vai estar tudo cheio novamente. Não queremos paliativo, queremos uma obra definitiva. ”, concluiu Reinaldo. Nesta segunda-feira (15) e nesta terça-feira houve uma reunião para finalizar o cronograma das obras para o desassoreamento. Reinaldo informou que uma parte da obra ficará por conta da prefeitura e a outra será de responsabilidade do governo.