“Essa não dá para entender!!! Qual o objetivo do governo ao criar a nota de R$ 200 e assim estimular o uso de dinheiro vivo?”

Marcos Cintra, ex-secretário da Receita Federal sobre a criação de nova nota
31/07/2020 04:00 - Giba Um


Apesar das apostas sobre quando o mundo terá vacinas anti-coronavírus a OMS acredita que é necessário um “otimismo cauteloso” em relação a uma fórmula de imunização eficaz e segura em 2021. Mais: haveria necessidade de pelo menos 2 bilhões de doses até o final do ano que vem e a capacidade de produção será altamente contingenciada, dependendo do tipo de vacina.   “Essa não dá para entender!!! Qual o objetivo do governo ao criar a nota de R$ 200 e assim estimular o uso de dinheiro vivo?”,  de MARCOS CINTRA // ex-secretário da Receita Federal sobre a criação de nova nota.   In – Parede: revestimento cimentício Out – Parede: revestimento granilite
       
Eu sou direta A super modelo Naomi Campbell, 50 anos, estampa mais uma capa de revista, desta vez de Vogue Espanha. Assim como diversos trabalhos em época de pandemia a entrevista foi feita por videoconferência e ela foi logo avisando que não queria focar em sua vida pessoal ou no coronavírus. Ela começa dizendo que se sente abençoada, mesmo com os problemas que teve que enfrentar e confessar ser direta. “Eu sou muito direta . E talvez haja muitas pessoas que não conseguem lidar com isso”. Poucos sabem mais ela tem um canal no YouTube (pouco mais de 400 mil seguidores) e garante que lá ela tem a oportunidade de ser ela mesma. E revela que com a idade suas prioridades foram mudando. “Agora pude priorizar minha vida e planejar como quero que ela seja . Mas quando você é jovem, está no meio de todo esse barulho. Os eventos acontecem e você não tem tempo para mais nada. Nem mesmo para saber como o mundo está percebendo você”. Blefes e cartas Paulo Guedes vai enlouquecer os agentes econômicos com o jogo de blefe no Congresso. O início da enganação já começou com a alíquota de 12% de PIS e COFINS unificado, que aumenta a carga do imposto e triplica para o setor de serviços. Tudo proposital: Guedes entra na guerra do “põe e tira” até chegar a números ideais. A técnica é velha: apresentar primeiro o aumento dos impostos inaceitável para negociar um aumento menor de carga tributária. Paulo Guedes tem cartas de todos os naipes nas mãos (novos impostos, mudança de alíquota e extinção de renúncias fiscais) para lançar na mesa. O social será o moeda de troca. Ele virá na segunda fase, que não vai demorar, acompanhada dos chamados imposto redistributivos, tais como aumento da alíquota do IR para os contribuintes de renda mais alta, tributação de dividendos e o imposto sobre transações. Esse último já foi sancionado pelo vice Hamilton Mourão, que afirma ser justo desde que associado ao projeto de renda básica.
Single de platina Três meses após o fim do BBB20 onde Manu Gavassi, que foi uma das figuras mais engraçadas e ficou em terceiro lugar ela começa a colher os frutos de trabalhos antes da Casa. Atriz e cantora ganhou um prêmio de single de platina, com música Áudio de desculpas, que foi lançado enquanto estava dentro do reality show. A conquista se deve aos 25 milhões de streams (músicas baixadas em app de área musical) e 80 mil cópias vendidas. Agora solteira depois do fim do namoro com o engenheiro Igor Carvalho, tem aproveitado dos dias de sol em pleno inverno para repor a vitamina D e compor. Gozações A ideia do governo de lançar uma nota de 200 reais (a novidade é atribuída ao entesouramento) com a imagem do lobo guará, já chamado de vira-latas caramelo, desperta gozações nas redes sociais. Internautas dizem que melhor seria homenagear a ema que bicou Bolsonaro. Outros lembram que, se já estivesse na praça, a corridinha famosa do ex-deputado Rocha Loures carregando mais de R$ 500 mil numa mala de viagem poderia ser mais fácil. A dinheirama caberia numa pasta repleta de notas de 200. O pior problema é o que até acontece com notas de 50 e 100: troco.
De encomenda Dias Toffoli está empenhado em que juízes e procuradores só possam ser candidatos em alguma eleição depois de oito anos de deixar sua carreira jurídica. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, gosta da ideia. Nos últimos tempos, homens extraídos dos meios jurídicos disputaram (alguns venceram) cargos eletivos, a começar pelo governador Wilson Witzel. Muita gente diz que se trata de uma manobra para impedir a candidatura de Sérgio Moro em 2022. Chicago Oldies Bolsonaro povoou a máquina pública com o único contingente  de que dispunha, os militares. Hoje, são mais de 6.000, o que desprofissionaliza a burocracia do governo que, por sua vez, é capturado por um estado ou condição de alguém que pode substituir ou permanecer. Melhor fez Paulo Guedes que ocupou sua pasta com quadros técnicos. Fez igual a Delfim Netto. Só que entre os ex-ministros estavam os Delfim’s Boys e com Gudes os Chicago Oldies. Nas últimas semanas, a propósito, começou a revoada de Chicago Oldies: por cansaço de Brasília, da cena política, da corrupção até mesmo por denúncias que estão sendo investigadas. ALGOZ DE ALGOZ Para os procuradores, trata-se de uma espécie de segunda lei de abuso de autoridade, só que dissimulada, também com o intuito de frear o trabalho do aparelho da Justiça. O Conselho tem o poder de punir eventuais excessos dos integrantes do MP. Resumo da ópera: o Legislativo passaria a ser “algoz de seu algoz” sob certo aspecto, tornando-se o juiz daqueles que investigam eventuais malfeitos de deputados e senadores. “Invasão” O MPF já se mobiliza para barrar no STF a intenção do Congresso de infiltrar um representante no Conselho Nacional do Ministério Público. Os procuradores vão arguir a inconstitucionalidade da PEC, que está na gestão no Senado, com o objetivo de mudar as regras de composição do Conselho. O projeto prevê que o Legislativo indique um nome para o colegiado. De cara, o próprio Ministério Público perderia espaço dentro de casa: um de suas quatro vagas no CNMP seria subtraída e entregue ao Congresso. QUEM DIRIA O PT tem feito acenos à senadora Kátia Abreu. Sua filiação daria ao partido uma ponte para o agronegócio, já pensando na eleição de 2022.  Kátia foi uma das mais fiéis, se não a mais fiel aliada de Dilma Rousseff até o último minuto de seu governo. E  fidelidade partidária não é o forte da senadora: hoje no PPB, já passou pelo PFL, DEM, PSD, MDB, PDT e agora bate ponto no PP. Economia O estudo é do Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal do Rio: um paciente do SUS em estado grave custou ao país, em maio, R$ 1,6 mil em média por dia. A permanência média foi de dez dias. Então, gastou-se R$ 16 mil em tratamento. Multiplicando-se esse valor por 1,095 milhão de casos graves evitados, graças ao isolamento, o resultado final é de uma economia para os cofres públicos de R$ 17,5 bilhões. Imagine-se os alunos que sairão de lá. Nova viagem German Efromovich tem sinalizado a credores da colombiana Avianca Holdings que está liderando um pool de investidores, notadamente da América Central, para recomprar o controle da companhia. Seriam os mesmo que estão a seu lado na suposta oferta de compra da Alitalia. Bancos e fornecedores não levam a sério. Ele perdeu o controle da Avianca Holdings para o sócio salvadorenho Roberto Kriete. Depois, a companhia entrou em recuperação judicial. CARTILHA O Ministério da Agricultura e o Itamaraty vão distribuir entre as embaixadas no exterior uma cartilha sobre o agronegócio brasileiro. Numa segunda etapa serão produzidos filmetes promocionais. É a tentativa do governo de melhorar a imagem do setor, chamuscada pelo desmatamento na Amazônia, embargos à carne brasileira e outros imbróglios. A ideia é abastecer os diplomatas para contraditar críticas e questionamentos ao agronegócio brasileiro. MISTURA FINA - PAULO Guedes tem encontrado dificuldade em encontrar um novo nome para a presidência do Banco do Brasil. no mercado financeiro, o salário é baixo: R$ 1,8 milhão ao ano. No setor financeiro, o mais alto executivo do Itaú Unibanco ganhou R$ 52 milhões no ano passado. O presidente do B3 recebeu mais de R$ 51 milhões e do Santander, R$ 43 milhões. O do Bradesco recebeu R$ 30,6 milhões. - BOLSONARO ressuscitou, de novo, a ideia de fusão dos Ministérios da Cidadania e da Família. A batuta ficaria a cargo de Damares Alves, uma das queridinhas da gestão. Muita gente já viu esse filme antes. Do jeito Bolsonaro de ser, é a forma de fritar o ministro Onyx Lorenzoni – e lhe arrumar algum posto importante e distante do Planalto. - SEGUNDO levantamento da Ofxam, divulgados pela Forbes, a fortuna de 73 bilionários da América Latina e Caribe aumentou US$ 48,2 bilhões entre março e meados de julho, uma alta de 17%. No seleto grupo dos mais ricos, 42 estão no Brasil. E o patrimônio dos bilionários brasileiros cresceu US$ 34 bilhões no período para US$ 157,1 bilhões. - ALÉM do STF, há uma forte pressão dentro do próprio Ministério Público Federal para que Augusto Aras interpele Roberto Jefferson pelas ofensas e ataques de ataques de caráter sexual a ministros da Suprema Corte. Dessa vez, vai ser difícil o procurador-geral da República permanecer em cima do muro. - A DEFESA de Fabrício Queiroz estuda entrar com um pedido de habeas corpus no STF. Entre os advogados do ex-assessora de Flávio Bolsonaro cresce a convicção de que o STJ vai rever a decisão do presidente da Cortes, João Otávio Noronha, que concedeu prisão domiciliar a Queiroz – e sua esposa. - O MINISTRO da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, é mais uma vítima da Covid-19. Quem também testou positivo, mas já está curado foi Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). E isso explica o súbito desparecimento da cena política por alguns dias. - UM levantamento feito pela  FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo), mostra que 55% dos lojistas estão prevendo uma queda de 5% nas vendas dos Dias dos Pais se comparado ao ano passado. Outros 25% tem uma perspectiva ainda mais negativa, com queda 10% em comparação a 2019. E 20% dos lojistas acreditam que as vendas não apresentaram crescimento e também não cairão.