Em três anos de operação, Detran-MS leiloou 36 mil veículos, mas ainda sofre com lotação em duas cidades

Operação Pátio Zero tem o objetivo de esvaziar pátios do departamento e já arrecadou mais de R$ 45 milhões

Gabriel Neves| 24/05/2022- 14:57

Pátio do Detran-MS com veículos apreendidos - (Foto: Divulgação)

Após quase três anos com a operação Pátio Zero, intitulada anteriormente Limpa Pátio, 36.281 veículos que estavam recolhidos nos pátios do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) foram leiloados no Estado. Os pátios do departamento ainda possuem 9.987 para serem leiloados e a lotação continua nos municípios de Dourados e Corumbá.

Dados disponibilizados pelo departamento indicam uma arrecadação de R$ 45.003.011,48 nos quase três anos de operação. O ano com maior lucro foi 2021, época em que foram leiloados 13.556 veículos e arrecadado R$ 18.932.114,30.

Nos anos anteriores, os valores foram menores. Em 2020, foram leiloados 7.434 veículos, arrecadando um total de R$ 17.741.686,96; em 2019, 9.753 veículos foram a leilão e o órgão arrecadou R$ 3.924.785,47. De acordo com o chefe do setor de leilão do Detran-MS, Diego Soares, os valores são voltados para o próprio departamento e também para o custeio dos leilões. Por exemplo, dos R$ 18 milhões arrecadados em 2021, R$ 5 milhões ficaram para o órgão e o restante foi para o custeio.

Diego afirma que duas cidades ainda sofrem com lotação nos pátios: Corumbá e Dourados. O diretor comenta que os municípios possuem peculiaridade não encontrada em outros. “São veículos muito antigos, alguns não possuem nem cadastro no pátio do Detran. É preciso notificar o proprietário e outras etapas, mas estamos realizando essa regularização para levar o veículo a leilão”.

Com isso, um novo leilão deverá ser aberto no dia 2 de junho em Corumbá e nos próximos meses em Dourados. Atualmente, 10 leilões estão em andamento com editais já abertos.