Em Porto Murtinho esta proibido circulação de estrangeiros

================================================================================ Trabalhadores do consórcio responsável pela construção da rota bioceânica não deverão mais transitar por estradas do Mato Grosso do Sul. A informação foi confirmada pelo prefeito municipal, Derlei Delevatti (PSDB). Segundo informou Delevatti, o acordo foi definido após uma reunião com funcionários do (RH) Recursos humano das empresas responsáveis pela construção da Rota Bioceânica “ficou definido que os trabalhadores deveram acessar ao local de trabalho pelo Paraguay. O prefeito falou que “existia uma enorme preocupação por parte da população Murtinhense, muita gente que trabalha na construção da Rota Bioceânica passa por Murtinho antes de cruzar para o lado Paraguaio, eles desembarcam em Murtinho e não existe nenhuma fiscalização com essas pessoas. Hoje, tivemos essa reunião e definimos que os trabalhadores deveram chegar ao local de trabalho pelo próprio Paraguai, até mesmo porque, o Paraguai não permite a passagem de pessoas e de veículos na cidade de Bela Vista Norte até que termine essa situação do coronavírus, Finalizou o prefeito. Aulas suspensas  A Prefeitura de Porto Murtinho, distante a 473 quilômetros de Campo Grande, publicou um decreto na tarde desta segunda-feira (16) suspendo as aulas da rede municipal por um período de 15 dias, devido ao novo coronavírus, o Covid-19. O prazo também é válido para cursos presenciais, centro de convivência de idosos, CRAS (Centro de Referência de Assistência Social). Texto: Edicarlos