Em matadouro clandestino em Jardim, irmãos abatiam gado furtado em fazendas

Dupla também foi autuada por associação criminosa e posse ilegal de arma

04/09/2021 01h4031Por: Redacao Fonte: Adriano Fernandes

Vaca abatida pela dupla. (Foto: SIG)

Dois irmãos foram presos nesta sexta-feira (003), em Jardim, por posse ilegal de armas e furto de gado em propriedades da zona rural do município, que fica a 233 quilômetros de Campo Grande. As prisões ocorreram após fiscais do Iagro abordarem uma camionete na  qual um homem, de 28 anos, transportava na carroceria uma novilha abatida com o couro do local da marca de identificação cortado para ocultar sua origem.

Um equipe do SIG (Setor de Investigações Gerais) então foi acionada e realizou buscas na residência do suspeito e apreendeu várias peças de carnes embaladas e identificadas de maneira artesanal em condições impróprias para consumo.

Um peixe da espécie dourado, cuja pesca é proibida em Mato Grosso do Sul e vários equipamentos que denotavam a comercialização ilegal das carnes também foram encontrados. Na residência ainda havia um revólver, calibre .22, e 17 munições do mesmo calibre.

Couros de bovinos abatidos pela dupla. (Foto: SIG)

Em continuidade às diligências, a equipe foi até a chácara do irmão do suspeito, de 47 anos, próximo ao cemitério da cidade de Jardim, onde foi constado que havia uma abatedouro clandestino no local. Foram encontrados vários couros e ossos de animais bovinos com as marcas de identificação suprimidas e equipamentos para carnear os animais. Os restos dos bovinos abatidos eram descartados no córrego que passava pelo imóvel caracterizando o crime de poluição.

Na casa da chácara também foi apreendida uma espingarda de pressão, modificada para efetuar disparos de munição calibre .22. Diante dos indícios a dupla foi presa em flagrante pelos crimes de receptação de gado furtado, associação criminosa, posse ilegal de arma de fogo por uso permitido, crime contra as relações de consumo, maus tratos a animais além de crimes ambientais. Eles estão detidos na 1ª Delegacia de Polícia de Jardim.