Dia dos Namorados: especialistas explicam como a gastronomia pode reacender relação; confira receitas

Bruschetta agridoce, Papilote de peixe com camarão e Bavarois de baunilha são as dicas do chef para impressionar seu par.

Por Letícia Baptista*, G1 Campinas e Região

image3

Jantar afrodisíaco é proposta produzida pelo chef Henrique Mecciano para o Dia dos Namorados (Foto: Letícia Baptista/G1)

Um jantar à luz de velas com ingredientes afrodisíacos pode ser a pitada de tempero que falta para “apimentar” relacionamentos que andam sem “sabor”, segundo o psicanalista e terapeuta de casais Márcio Aurélio Silva.

Por isso, para “aquecer” o Dia dos Namorados, o G1 convidou o professor da Universidade São Francisco (USF), em Campinas (SP), e chef de cozinha Henrique Mecciano para elaborar uma receita com entrada, prato principal e sobremesa que desperte “novas sensações”.

Para o terapeuta, a ideia de preparar uma refeição a dois para celebrar esta data especial pode ser muito benéfica para o relacionamento.

“A atração é extremamente sensível aos primeiros acontecimentos. E esse jantar é a tentativa de voltar às emoções das primeiras coisas, porque o desejo é intimamente influenciado pela novidade”, diz Silva.

Ingredientes afrodisíacos

De acordo com a nutricionista Carla do Vale, os ingredientes “calientes” não se resumem apenas aos apimentados, mas também àqueles que causam efeitos excitantes no organismo. Ela diz ainda que o consumo desses alimentos é um complemento para uma vida sexual saudável e devem ser consumidos ao longo da vida.

“São chamados de afrodisíacos apenas pela sua cor, outros pelo seu aroma, pela sua forma ou mesmo seu sabor. Alguns têm em sua composição elementos que dilatam os vasos sanguíneos, fazendo com que a circulação do sangue aumente, aumentam a lubrificação e estimulam a sensação de prazer. […] Aumentam o nível de testosterona, hormônio responsável pela libido”, afirma Carla.

No entanto, o chef Mecciano ressalta que todas as receitas levam um toque de pimenta, além dos demais ingredientes considerados afrodisíacos.

“A proposta é incluir nos pratos algumas das substâncias que têm o poder de potencializar o apetite sexual, como era feito na Grécia Antiga, por quem fazia festas inspiradas na sexualidade da deusa Afrodite”, comenta o professor.

Quer impressionar seu par? Então, confira abaixo o passo a passo da sugestão do jantar completo para a data mais romântica do ano.

Entrada

“Bruschetta de queijo boursin com maçãs ao mel” é a proposta de entrada para jantar do Dia dos Namorados (Foto: Letícia Baptista/G1)

Para começar o jantar, o chef elaborou uma receita de “Bruschetta de queijo boursin com maçãs ao mel”. Mecciano conta que, como em todos os pratos propostos, a ideia é misturar texturas e temperaturas, para estimular diferentes sensações no casal.

Além disso, usar ingredientes mais leves, que não causam desconforto e má digestão, também foi uma preocupação do professor.

Dentro da proposta estimulante da refeição, Carla explica que o mel é o elemento considerado afrodisíaco, por ser rico em vitaminas do complexo B, que incentivam a produção dos hormônios masculinos e femininos.

Chef Mecciano ensina os passos para preparar a bruschetta agridoce (Foto: Letícia Baptista/G1)

Chef Mecciano ensina os passos para preparar a bruschetta agridoce (Foto: Letícia Baptista/G1)

Bruschetta de queijo boursin com maçãs ao mel

  • 4 fatias de pão italiano
  • 4 colheres de sobremesa de queijo boursin (pode ser substituído por creme de ricota ou queijo cottage)
  • 8 fatias de maçã
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 1 dente de alho
  • 1 punhado de tomilho
  • Pimenta do reino preto a gosto

Modo de preparo: esfregue o dente de alho nas fatias de pão e leve-as para tostar os dois lados em uma chapa ou frigideira. Em seguida, reserve.

Em outra frigideira, derreta a manteiga e junte as fatias de maçã, frite rapidamente e junte o mel. Ferva levemente o mel, junte as folhinhas de tomilho e uma pitada de pimenta do reino. Espalhe o queijo sobre as fatias de pão, acomode as maçãs por cima e regue com o mel restante da frigideira.

Prato Principal

Papilote de peixe e camarão com couscous marroquino é o prato principal da proposta de jantar para o Dia dos Namorados	 (Foto: Letícia Baptista/G1)

Papilote de peixe e camarão com couscous marroquino é o prato principal da proposta de jantar para o Dia dos Namorados (Foto: Letícia Baptista/G1)

O prato principal escolhido pelo chef foi o “Papilote de peixe e camarão com coucous marroquino”, ainda na linha de uma refeição leve com fatores que elevam a temperatura do casal.

O professor conta que “papilote” é o nome dado à técnica de assar o peixe no papel manteiga. Carla afirma que a escolha de alimentos ricos em ômega 3, como o peixe, favorecem o aumento da circulação sanguínea e potencializam o desejo.

Mecciano garante que o prato é fácil de ser preparado e ainda traz um ar sofisticado ao jantar feito em casa. “Se tiver todos os ingredientes, a refeição completa pode ser feita em 1h30min”.

Papilote de peixe e camarão com coucous marroquino

Peixe:

  • 200g de filé de badejo (2 und)
  • 2 unidades de camarão grande
  • 6 fatias de limão siciliano
  • 1 colher de sobremesa de tomilho
  • 1 colher de sopa de salsinha
  • 2 colheres de sobremesa de manteiga
  • 1 xícara de café de vinho branco seco
  • Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo: Pegue um pedaço de papel manteiga, com mais ou menos 40cm x 40cm, dobre ao meio em uma das metades. Espalhe a manteiga no centro próximo a dobra, acomode duas rodelas de limão siciliano e, por cima, o filé de peixe já temperado com sal e pimenta preta.

Por cima do peixe, coloque mais uma fatia de limão, as folhinhas de salsinha, tomilho e o camarão já temperado com sal e pimenta. Regue com um fio de azeite. Cubra o peixe com a outra dobra do papel e feche bem as laterais deixando só um pequena abertura para colocar o vinho. Termine de fechar, acomode em uma assadeira e leve ao forno pré-aquecido a 190°C por 12 minutos. Reserve.

Molho de limão siciliano:

  • Suco de 2 unidades de limão siciliano
  • 1/4 de cebola
  • 1/2 dente de alho
  • 2 xícaras de chá de creme de leite fresco
  • 1/2 xícara de chá de vinho branco seco
  • Raspas de limão siciliano
  • 2 colheres de sopa de salsinha
  • Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo: Em uma frigideira aqueça o azeite e salteie a cebola e o alho muito bem picadinho, cuidando para não dourar. Junte o vinho branco e deixe reduzir à 1/3, junte o suco de limão e o creme de leite, misture bem e deixe reduzir pela metade [confira o ponto correto do molho na quarta foto abaixo]. Junte as raspas da casca do limão, a salsinha picada, acerte o sal e a pimenta preta e reserve.

Fotos 1 e 2 mostram o

Fotos 1 e 2 mostram o “Papilote de peixe e camarão” sendo preparado. Nas fotos 3 e 4, o preparo do molho de limão siciliano. (Foto: Letícia Baptista/G1)

Coucous marroquino:

  • 1 xícara de chá de Couscous Marroquino
  • 1 xícara de chá de caldo de legumes
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 1/2 unidade de abobrinha italiana
  • 1/2 bandeja de cogumelo Shimeji
  • 4 unidades de cogumelo Paris
  • 1/2 unidade de pimentão vermelho
  • 1/4 unidade de cebola
  • 1/2 dente de alho
  • 2 colheres de sopa de salsinha
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo: Acomode os grãos de couscous em uma tigela, misture com metade do azeite, uma pitada de sal e pimenta preta e cubra com o caldo de legumes quente até o nível do couscous. Feche com filme plástico e deixe hidratar por 15 minutos. Enquanto espera, corte em cubos pequenos a abobrinha, o pimentão, a cebola, o alho e o cogumelo Paris. Quebre o cogumelo Shimeji nos cabinhos.

Em uma frigideira derreta a manteiga, coloque o restante do azeite. Junte os pimentões e salteie por uns 2 minutos. Em seguida, jogue a cebola e frite até estar transparente. Coloque o alho e a abobrinha, e salteie por mais um minuto. Junte os cogumelos, corrija de sal e pimenta preta, a salsinha picada e misture tudo muito bem. Reserve.

Com um garfo, raspe o couscous marroquino para soltá-lo na tigela, junte o couscous na frigideira com os legumes e misture tudo muito bem. Reserve para servir.

O chef explica que couscous deve ser hidratado com caldo de legumes antes de misturado com os legumes.  (Foto: Letícia Baptista/G1)

O chef explica que couscous deve ser hidratado com caldo de legumes antes de misturado com os legumes. (Foto: Letícia Baptista/G1)

Sobre o coucous, Mecciano salienta que os legumes e os cogumelos podem ser escolhidos de acordo com o gosto do casal. Já o peixe pode ser substituído pela posta de preferência.

“É uma receita versátil, então dá pra usar tanto a abobrinha e o pimentão, quanto outros ingredientes que eles preferirem. O importante é que eles fiquem al dente no cozimento, para provocar a ideia de diferentes sensações ao comer”.

Sobremesa

“Bavarois de baunilha com coullis de frutas vermelhas” foi escolhida como sobremesa afrodisíaca para jantar do Dia dos Namorados (Foto: Letícia Baptista/G1)

Para a parte final e mais doce do cardápio, o professor produziu a sobremesa francesa “Bavarois de baunilha com coullis de frutas vermelhas”, que leva pimenta na calda.

A nutricionista destaca que, além do toque apimentado, o morango e a baunilha presentes na receita são os elementos afrodisíacos do prato. “É uma fruta rica em vitamina C e potássio, melhora a circulação. Já a baunilha é considerada afrodisíaca pelo seu aroma estimulante”, explica.

O preparo do doce é simples, mas exige um pouco mais de tempo que outros pratos. “Como precisa ficar pelo menos quatro horas geladeira, a base da receita pode ser feita um dia antes”, diz o chef.

Bavarois de baunilha com coullis de frutas vermelhas

Base – creme anglaise:

  • 150 ml de leite integral
  • 200 ml de creme de leite fresco
  • 4 gemas de ovo
  • 85g de açúcar refinado
  • 1 colher de café de extrato de baunilha
  • 1/2 unidade de fava de baunilha (opcional)

Modo de preparo: em uma tigela, bata as gemas peneiradas com metade do açúcar e o extrato de baunilha até formar um creme esbranquiçado, como uma gemada. Reserve.

Em uma panela, misture o creme de leite, o leite, a fava de baunilha cortada ao meio e raspada e o açúcar restante. Leve ao fogo sem deixar ferver e reserve. Aos poucos, adicione o leite quente ao creme de gema, misturando sem parar para que a gema não coagule. Retorne o creme à panela e, em fogo baixo, cozinhe-o até que fique ligeiramente grosso [veja o ponto exato do creme na quarta foto abaixo].

Retire do fogo e faça um banho-maria invertido, mexendo a mistura com um recipiente de gelo por baixo para resfriar o mais rápido possível. Reserve.

Base – creme Bavarois

  • A porção de creme anglaise
  • 250 ml de creme de leite fresco
  • 15g de gelatina em pó sem sabor
  • 55 ml de água para hidratar a gelatina

Modo de preparo: Hidrate e dissolva a gelatina e misture ao creme anglaise já frio; reserve. Em uma tigela, bata o creme de leite até que começe a ficar firme, sem levantar picos como um chantilly. Aos poucos misture ao creme anglaise e reserve.

Unte com óleo as forminhas e despeje o creme, leve a geladeira por no mínimo 4 horas ou até que estejam firmes.

A base da Bavarois deve ser preparada com pelo menos quatro horas de antecedência para ficar com consistência firme.  (Foto: Letícia Baptista/G1)

A base da Bavarois deve ser preparada com pelo menos quatro horas de antecedência para ficar com consistência firme. (Foto: Letícia Baptista/G1)

Coullis de frutas vermelhas:

  • 1 bandeja de morango
  • 1 xícara de chá de framboesa
  • 2 colheres de sopa de melaço de romã (opcional ou substituir por vinho do porto)
  • 1 xícara de chá de açúcar
  • 1/2 unidade de pimenta dedo de moça
  • 1 colher de sobremesa de azeite

Modo de preparo: Em uma figideira aqueça o azeite e refogue a pimenta dedo de moça bem picadinha. Junte os morangos lavados e picados, a framboesa, o melado de romã e deixe cozinhar por alguns minutos.

Em seguida, coloque o açúcar e misture bem. Abaixe o fogo e deixe cozinhar até que as frutas comecem a se desmanchar e cheguem a textura de calda. Reserve.

A calda de frutas vermelhas, chama de coullis, leva um toque de pimentar para

A calda de frutas vermelhas, chama de coullis, leva um toque de pimentar para “esquentar” o fim do jantar. (Foto: Letícia Baptista/G1)

O chef Mecciano completa que a montagem do prato fica a critério do casal.

Para harmonizar a refeição e ainda celebrar a data, o professor aconselha o consumo de uma taça de espumante com duas colheres de café do melaço de romã.

Bom apetite!

* Sob supervisão de Roberta Steganha