Com ‘aperto no coração’, oposto Wallace dá adeus à seleção brasileira de vôlei

O jogador usou suas redes sociais para confirmar o adeus

Agência Estado Publicado em 15/08/2021, às 12h22

Wallace durante atuação pela seleção brasileira - Créditos: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

A disputa perdida da medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio foi o último ato do oposto Wallace com a camisa da seleção brasileira de vôlei. Aos 34 anos, num vídeo emocionado, o jogador usou suas redes sociais para confirmar o adeus. Agora ele se dedicará apenas ao time do Cruzeiro, para qual está de volta após três temporadas no Sesc Rio.

"Fala galera, beleza? Passando aqui pra falar com vocês um pouco sobre o meu futuro, essa decisão que venho pensando há muito tempo. Uma decisão muito difícil e complicada, pois devo tudo o que tenho ao voleibol e à seleção", iniciou. "Hoje eu deixo a seleção brasileira com aperto no coração, mas eu preciso me dedicar um pouco mais à minha família, pensar um pouco mais na minha carreira a longo prazo. Hoje eu oficialmente me despeço da seleção", anunciou Wallace.

Quarto colocado em Tóquio, o oposto disputou três Olimpíadas na carreira com a seleção brasileira. Vinha do ouro nos Jogos do Rio-2016, sendo titular da conquista, e da prata em Londres-2012 Campeão recentemente da Liga das Nações, ainda somou dois vices mundiais em 2014 e 2018 e um ouro no Pan-Americano.

"Tive a honra de participar desses 11 anos de seleção e fico muito feliz", enfatizou. "Agora começa uma nova fase, é voltar para o Cruzeiro depois de algum tempo. Passei sete temporadas lá com eles, vou voltar agora com gana de ganhar e foco total", seguiu, prometendo bastante disposição para somar novas conquistas.

"Fazer de tudo para conquistar todos os títulos que a gente disputar. Isso nunca vai faltar da minha parte, vocês podem esperar o Wallace de sempre, com garra, raça. Tenho a expectativa de uma grande temporada com o Cruzeiro", completou o jogador.