“Bebê do Nirvana” processa banda por exploração sexual

Maria Antonia Naegele Publicado em 31/08/2021, às 16h00

Foto: Reprodução

Spencer Elden, conhecido mundialmente como "bebê do Nirvana", por estrelar a icônica capa do disco Nevermind, entrou com um processo, na última semana, contra a banda.

Segundo informações do jornal britânico The Independent, o processo foi aberto em um tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos. Elden, hoje com 30 anos, alega que a imagem de si mesmo, quando tinha 4 meses, na capa do álbum constitui exploração sexual e pornografia infantil.

Elden disse que nem ele, nem seus tutores legais assinaram um documento autorizando o uso de qualquer imagem e nem receberam por isso. Segundo informações preliminares, os pais dele receberam 250 dólares na época para o ensaio exclusivo. A imagem da capa mostra Elden em uma piscina pegando uma nota de 1 dólar, com sua genitália exposta.

Ele pede 150.000 dólares de cada um dos 15 réus e que seu caso seja analisado por um júri.

A ação conta com 15 réus, entre eles, membros da banda, a viúva de Kurt Cobain, Courtney Love, e a gravadora que lançou e distribuiu o disco nos últimos 30 anos.

Fotos : DGC/Nirvana/ Reprodução