Ataque de ‘justiceiros’ deixa dois mortos e três feridos na fronteira

Execuções ocorreram no Bairro San Juan Neumann

Diego Alves e Marcos Morandi Publicado em 24/08/2021, às 22h18

Vítima em estado grave foi levada ao Hospital Regional de Pedro Juan (via WhatsApp)

Ataque de grupo autodenominado “justiceiros” deixou dois mortos e três feridos na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, vizinha a Ponta Porã, cidade a 313 quilômetros de Campo Grande, na fronteira entre Brasil e o Paraguai. O crime ocorreu em uma casa no Bairro San Juan Neumann.

A informação é de que a vítima em estado grave foi levada ao Hospital Regional de Pedro Juan. De acordo com informações, os autores chegaram ao local em uma caminhonete VW Amarok e, com pistolas calibre 9 milímetros, realizaram dezenas de disparos contra as cinco pessoas. 

Dois homens morreram no ataque. Uma das vítimas fatal morreu na casa e a outra ainda tentou correr e morreu logo depois. Próximo ao corpo de uma da vítimas, havia uma cartolina branca do grupo autodenominado “justicieiros de la frontera” com os dizeres “justiciero no robar P.JC.”.
A Polícia Nacional foi acionada os feridos foram encaminhados para o Hospital Regional de Pedro Juan Caballero.

As vítimas fatais foram identificadas como Derlis Alen Mendosa, 23, e Guido Villalba Aquino de 27 anos. Já os feridos, também todos homens, têm idades de 17, 36 e 61 anos. Todas as vítimas são de nacionalidade paraguaia, menos o homem de 36 anos  que é brasileiro. 

Atuação semelhante deste grupo ocorre desde 2018 em Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, e, em alguns casos, os bilhetes foram deixados junto às vítimas, e parte delas teve as mãos decepadas.  (Alterada para acréscimo de informações)