Após registrar animais fugindo do fogo no Pantanal,empresário flagra porcos do mato ‘tomando banho’ em lagoa

Por Flávio Dias, G1 MS — Campo Grande

=

A cena de uma manada de porcos do mato "tomando banho" em uma lagoa do Pantanal sul-mato grossense chamou a atenção do empresário Bruno Girotto, que ficou feliz e ao mesmo tempo aliviado em vê-los às margens da BR-262, próximo a Corumbá. A região, bastante afetada pelas queimadas no início de novembro, agora apresenta um cenário em que o verde começa a ganhar força em cima do cinza deixado pelas chamas.

Conforme o empresário, o registro feito na última sexta-feira (8) mostra 11 animais dentro da água e mais quatro se preparando para o banho. Ele conta que sempre faz o trajeto entre Campo Grande e a cidade pantaneira, mas por conta das fortes queimadas que devastaram parte do bioma, ficou difícil de vê-los e quando os encontravam, estavam fugindo do fogo.

Manada de porcos do mato é flagrada tomando banho em lago do Pantanal de MS. — Foto: Bruno Girotto/Arquivo pessoal

Os incêndios que cessaram no dia 9 de novembro após intensa chuva, foi confirmado pela Defesa Civil de Mato Grosso do Sul depois de um sobrevoo de reconhecimento que constatou que não havia mais focos e nem fumaça nos campos pantaneiros.

No fechamento de uma intensa operação em combate aos incêndios, os números surpreenderam. Nos poucos mais de dez dias de combate foram destruídos mais de 161 mil hectares de vegetação no Pantanal Sul, área que representa mais que todo o município de São Paulo. Além do esforço das equipes no campo, a chuva chegou encharcando o solo e ajudando a extinguir até mesmo o fogo subterrâneo, quando as raízes continuavam queimando.

Vegetação queimada no Pantanal de MS — Foto: Cláudia Gaigher/TV Morena

Vegetação queimada no Pantanal de MS — Foto: Cláudia Gaigher/TV Morena

Conforme Girotto, a região que sofreu com as intensas queimadas e altas temperaturas voltou a "renascer": " Eu fiquei emocionado ao ver os animais reparecerem próximo da rodovia depois das chuvas. Como sempre faço esse trajeto, as imagens que só encontrávamos por esses dias era fogo e bichos fugindo da morte", explicou ao G1.

O empresário também flagrou dezenas de andorinhas em uma área alagada nesta mesma região: "Eu precisava mostrar essa beleza que encontramos aqui no Pantanal. Essas aves estavam ali em busca de iscas porque como estava tudo seco, elas tinham sumido", relembra.

Garças reaparecem em busca de alimento em lago do Pantanal de MS após período de queimadas. — Foto: Bruno Girotto/Arquivo pessoal

Garças reaparecem em busca de alimento em lago do Pantanal de MS após período de queimadas. — Foto: Bruno Girotto/Arquivo pessoal

Em um cenário bem diferente, mas não tão recente, Girotto flagrou em setembro deste ano um grupo de macaquinhos fugindo das chamas às margens desta mesma rodovia. De acordo com o empresário, cerca de 30 animais atravessaram a rodovia em busca de um local seguro e longe do fogo

Macaquinhos fogem de queimadas no Pantanal de MS.

Macaquinhos fogem de queimadas no Pantanal de MS.

Além dos macaquinhos, na época, o empresário também flagrou uma tamanduá com o filhote próximo à rodovia, também tentando fugir do incêndio. Veja o vídeo abaixo:

Tamanduá é flagrado com filhote fugindo de queimadas no Pantanal de MS.

Tamanduá é flagrado com filhote fugindo de queimadas no Pantanal de MS.