Anvisa pede recolhimento de lotes de cinco marcas de fórmula infantil após mortes e internações de bebês nos EUA

por Maria EduardaPublicado em 23/03/2022às 16:35

Nesta terça-feira (22) a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) pediu o recolhimento de fórmulas para bebês de cinco marcas internacionais, após a internação e morte de recém-nascidos nos EUA.

Nos produtos fabricados na cidade de Sturgus, nos Estados Unidos, foi encontrado uma bactéria em superfícies de áreas de produção. As informações sobre as internações e a morte de um bebê após o consumo das fórmulas, estão sendo apuradas. Ao todo, três crianças tiveram infecção pela bactéria Cronobacter sakazakii e, outra, pela Salmonella Newport.

Como medida preventiva, a Anvisa publicou uma resolução proibindo a importação, a comercialização, a distribuição, a propaganda e o uso das fórmulas infantis em pó das marcas.

“O recolhimento ocorre após a Administração de Alimentos e Medicamentos (Food and Drug Administration – FDA), agência reguladora dos Estados Unidos, iniciar uma investigação sobre quatro internações de lactentes (bebês com menos de seis meses de idade) com um óbito, após o consumo de tais produtos”, disse a reguladora brasileira.

Os produtos são das seguintes marcas:

Human Milk Fortifier
Similac PM 60/40
Similac
Alimentum
EleCareAssuntos:
Anvisainternaçãoinvestigação